Galvani destina mais de R$ 5 milhões a projetos sociais

11/01/2023
A Galvani tem uma equipe dedicada ao planejamento de ações voltadas ao desenvolvimento social, gestão e implantação de projetos.

 

A Galvani irá investir R$ 5,34 milhões em diversas áreas, como música e artes cênicas, educação, esportes, saúde integral e bem-estar, combate à fome, diversidade e inclusão, resgate à ancestralidade, moral e ética, empreendedorismo e preservação ambiental. Ao todo, os recursos beneficiarão 13 projetos de longa duração nos estados de São Paulo, Bahia e Ceará. As iniciativas têm foco na promoção de impactos positivos para as populações em vulnerabilidade social residentes nos municípios onde a empresa mantém suas relações comunitárias e operações. “Para definir as comunidades que serão beneficiadas, nas localidades onde atuamos, focamos nos grupos que ainda têm grande dificuldade de obter recursos e acessos importantes para o seu bem-estar. Diante dessa realidade, é fundamental contribuir para a implantação de ações que tratam de direitos básicos e fortalecem o senso crítico das pessoas envolvidas”, afirma Giovana Porteiro, gerente de Responsabilidade Social e Comunicação da Galvani.

A Galvani tem uma equipe dedicada ao planejamento de ações voltadas ao desenvolvimento social, gestão e implantação de projetos aportados de forma direta ou por meio de leis de incentivo. A empresa prospecta oportunidades e as compatibiliza com suas políticas de patrocínios e com as demandas que recebem das comunidades em que está inserida, sempre de acordo com suas estratégias de sustentabilidade de médio e longo prazo. Em 2022, a Galvani adotou os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU) como norteadores de impactos sociais. Dessa forma, os projetos incentivados devem conter estruturas sólidas, impactar os envolvidos de modo sistêmico e, assim, favorecer o combate de causas urgentes.

Em 2022, a Galvani realizou aportes em diferentes iniciativas, como o trabalho de preservação de memórias da cidade de Luís Eduardo Magalhães (BA), realizado em parceria com o Museu da Pessoa, e o espetáculo teatral “Dona Lixonilda”, que mostra a importância da educação ambiental e do equilíbrio entre a sociedade e a natureza. Estes e outros projetos patrocinados pela Galvani impactaram, ao longo dos anos, milhares de pessoas em Luís Eduardo Magalhães e Angico dos Dias, na Bahia, e na comunidade do Jaguaré, localizada na capital de São Paulo.

Para este ano, a Galvani quer desenvolver projetos no interior do Ceará, para o atendimento dos municípios de Santa Quitéria, Itatira, Canindé e Madalena, localidades próximas à jazida de Itataia, onde a Galvani, em parceria com a INB, irá desenvolver o Projeto Santa Quitéria. A seleção das propostas considerou os dados obtidos durante as incursões feitas nos territórios e nas comunidades locais, além dos resultados do estudo realizado pelo Observatório da Indústria, da Federação da Indústria do Ceará (FIEC), entidade contratada pela Galvani para o levantamento das demandas sociais indicadas por representantes do empresariado local, sociedade civil, poder público, academia e entidades do terceiro setor. O Projeto Santa Quitéria está em fase de licenciamento ambiental e nuclear e já conta com uma agenda de ações estruturantes para o território.