Brasil Mineral elege novos membros para o Conselho Consultivo

31/01/2024
Os profissionais, atuam em caráter voluntário e independente, não representando a posição das empresas ou instituições a que estão vinculados.
Novos integrantes do Conselho Consultivo de Brasil Mineral

 

Para orientar sua linha editorial, principalmente o conteúdo técnico dos artigos e orientação nos eventos e premiações, Brasil Mineral possui, desde o início, o Conselho Consultivo, integrado por profissionais e empresários do setor, em diversas categorias. Esses profissionais, atuam em caráter voluntário e independente, não representando a posição das empresas ou instituições a que estão vinculados.

Na ocasião em que completamos 40 anos de atuação, estamos promovendo uma renovação do Conselho, incorporando novos membros, que foram sugeridos e selecionados pelos membros que já integram o Conselho. Essa renovação buscou contemplar, em primeiro lugar, a competência de cada um em suas áreas de atuação, mas também levou em conta fatores como faixa etária (privilegiando os mais jovens), diversidade (com novos integrantes do sexo feminino) e inclusão (temos pela primeira vez no Conselho representante de povos indígenas). 

Assim, foram escolhidos para integrar o Conselho Consultivo de Brasil Mineral os seguintes membros: 

ADRIANO DRUMMOND CANÇADO TRINDADE – Advogado com atuação destacada em mineração, especializado em direito e política mineral, sócio do escritório Mattos Filho Advogados, presta assessoria no desenvolvimento de projetos, regulação setorial, contratos, fusões, aquisições, financiamentos e fatores ESG ligados à mineração. Já participou em diversas ocasiões como consultor em programas de capacitação em direito e política mineral envolvendo países lusófonos da África. Em sua atuação, colabora com instituições nacionais e internacionais, sendo atualmente Officer do Mining Law Committee da International Bar Association (IBA) e Trustee-at-Large da Foundation for Natural Resources and Energy Law (FNREL, anteriormente Rocky Mountain Mineral Law Foundation). Mestre em Direito e Política dos Recursos Naturais (LL.M. – Distinction) pelo Centre for Energy, Petroleum and Mineral Law & Policy (CEPMLP), da Universidade de Dundee, Reino Unido, e Doutor em Direito e Estado – Regulação pela Universidade de Brasília (UnB).

 

ANA CAROLINA CHIEREGATI - Engenheira de Minas pela Universidade de São Paulo em 1998, possui mestrado e doutorado em Engenharia Mineral pela Universidade de São Paulo e pós-doutorado em Amostragem e Reconciliação pela Universidade de Aalborg, Dinamarca. É professora do Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo da Universidade de São Paulo desde 2002, responsável pelas disciplinas de Pesquisa Mineral, Teoria e Prática da Amostragem, Reconciliação e Garantia/Controle de Qualidade. Com 16 anos de experiência em Amostragem e Reconciliação, ela publicou diversos artigos técnicos e capítulos de livros, e participou de diversos projetos de consultoria em mineração no Brasil e no mundo, relacionados à otimização de equipamentos e procedimentos de amostragem para fins de reconciliação.

 

CISNEA MENEZES BASÍLIO (nome indígena: WISÚ) - É indígena do povo Desana do Alto Rio Negro, geóloga formada pela Universidade Federal do Amazonas - UFAM, especialista em Auditoria e Perícia ambiental, mestranda em Geociências pelo PPGGEO/UFAM. No período de 2018 a 2020 atuou na Coordenação de Planejamento e assessoria do Departamento de Pequena Mineração Responsável da Prefeitura de São Gabriel da Cachoeira-AM. Atualmente está na coordenação do Núcleo Estadual de Fronteira do Amazonas – NIFFAM junto à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação – SEDECTI atuando em articulações para o desenvolvimento, elaboração, acompanhamento e implementação de projetos voltados à políticas públicas na região fronteiriça. Também desenvolve pesquisa na área de Geodiversidade e Geoconservação.

 

CLÁUDIA DINIZ - Engenheira química, com mestrado e Ph.D. em Tecnologia Mineral e MBA pela FDC. Executiva com sólida experiência em inovação, gestão de projetos e portfolio, além de propriedade intelectual e P&D, com uma história de trabalho para a indústria de mineração, já tendo trabalhado em duas das maiores mineradoras do mundo. Cofundadora e diretora do movimento Women in Mining Brasil. Ex diretora executiva e cofundadora do MiningHub – o primeiro hub de inovação aberta do setor de mineração no mundo. Atualmente trabalha como líder de inovação da área de Transformação Digital da Accenture para Latam. Em 2016, recebeu o prêmio “100 Global Inspirational Women in Mining” – WIM UK.

 

DÉBORA TOCI - Geóloga formada pela UFRJ, com Especialização em
Economia Mineral, com MBA em Gestão de Meio Ambiente e Sustentabilidade pela FGV, Especialização em Gestão e Regulação para Gestores pela FDC, Especialização como Conselheira de Administração pelo IBGC, Especialização em Desenvolvimento Regional pela Univ. Cândido Mendes/Ministério da Integração Nacional/ ILPES/CEPAL. Atua na carreira desde 2000 nas áreas de
meio ambiente, sustentabilidade, desenvolvimento regional, inovação e mineração. Concursada do Departamento de Recursos Minerais do Estado do Rio de Janeiro – DRM/ RJ onde atuou com como geóloga, coordenadora de projetos especiais e diretora de mineração até a sua nomeação como Diretora Colegiada da ANM (mandato de 3 anos).

 

FREDERICO BEDRAN OLIVEIRA - Geólogo formado pela UNB em 2004, Mestre em Geologia Econômica e Exploração Mineral (UNB, 2010), Advogado pelo IESB, 2018, é advogado, sócio do Caputo, Bastos e Serra Advogados, ex-Diretor de Geologia e Produção Mineral do Ministério de Minas e Energia- MME (2019 – agosto/2022), Presidente do Conselho Fiscal do SGB-CPRM (2012-ago 2022), ex-Chefe de Gabinete da SGM/MME (2012-2018). Possui larga experiência em regulação, relações governamentais, avaliação estratégica de projetos de infraestrutura e mineração e estruturação de investimentos.

 

LÚCIA TRAVASSOS DA ROSA COSTA - Graduada em Geologia, com Mestrado e Doutorado pelo Instituto de Geociências da UFPA, e com estágio de doutoramento na Université de Montpellier. Ingressou no SGB em 1996, atuando até 2012 em projetos com foco em mapeamento geológico e integração geológica regional no Pará e Amapá. Entre 2012 e 2016 assumiu a Gerência de Geologia e Recursos Minerais de Belém, coordenando a formulação e execução de projetos de mapeamento geológico e avaliação de potencial metalogenético de províncias minerais amazônicas (Carajás, Tapajós, Gurupi e RENCA), e de pesquisa de minerais críticos, agrominerais e insumos para construção civil. Entre 2017 e 2022 esteve à frente do Departamento de Geologia, sendo responsável pelo planejamento e gestão de programas de mapeamento geológico no território nacional.

 

LUIZ ANTONIO VESSANI - Geólogo (UNB, 1977), empresário minerador (bauxita, fosfato, potássio silicatado, rochas ornamentais), presidente da EDEM Desenvolvimento de Projetos e Participações, sócio-diretor da TGM, MSE, Bautek, E2 e LGV. Diretor e sócio fundador da ABPM, Conselheiro do COMIN-CNI, Presidente do SIEEG-GO-DF. 

 

PAULO MISK - Executivo com 37 anos de atuação como CEO e Diretor Operacional em empresas de sucesso (Largo Inc., Anglo American, RHI-Magnesita, AMG e MBR) se destaca na construção de equipes de alta performance, minerais estratégicos, ESG e no cuidado com as pessoas.
Ganhou vários prêmios, incluindo os outorgados pela Brasil Mineral: o Personalidade do ano, Empresa do Ano (Magnesita e Largo) e Melhor Governança Social (Largo). Atualmente é COO da Lithium Ionic.

 

VÂNIA LUCIA DE LIMA ANDRADE - Bacharel em Química pela UFMG, Mestre em Metalurgia Extrativa pela UFMG e MSc em Management of Technology pelo MIT, USA. Trabalhou por 39 na Vale S. A., tendo participado das equipes de desenvolvimento de vários projetos implantados pela empresa, como: Pellet feed do Cauê, Timbopeba, Flotação Capanema, Cobre do Sossego e Salobo. Trabalhou na área de inovação da empresa por vários anos, tendo sido secretaria executiva do Comitê de Tecnologia. Atualmente é consultora. Foi diretora do Departamento de Tecnologia e Transformação Mineral da Secretaria de Geologia e Mineração, do Ministério de Minas e Energia. Autora de capítulos em livros de mineração e inovação. Autora e apresentadora de vários trabalhos técnicos no Brasil e exterior.

 

WILFRED BRUIJN (BILL) -Matemático, Ex-CEO da Anglo American Brazil (2019-2023), ocupou o cargo de Presidente do Conselho do IBRAM (2022-2023), foi membro do mesmo Conselho (2015-2023), Ex-Chairman da Ferroport S.A. (2019-2023), Consul Honorário da Holanda para Minas Gerais (2016-2024), Ex-CEO da Mineração Usiminas (2009-2018), Ex-membro do conselho da MRS Logística, Ex-diretor de Projetos de Capital da Vale (2007-2009), Exerceu vários cargos na MBR (Minerações Brasileiras Reunidas (1992-2006), também ocupou diversos cargos na Cadam (2004-2006). Em dezembro de 2023 decidiu suspender sua carreira de executivo, focando mais em participação em conselhos, consultoria, trabalhos sociais e viagens.