Produção mundial cresce 3,7% em fevereiro

25/03/2024
A China teve produção estimada de 81,2 milhões de toneladas, um crescimento de 3,5%

 

A produção mundial de aço bruto para os 71 países que reportam a World Steel Association (worldsteel) foi de 148,8 milhões de toneladas em fevereiro de 2024, um aumento de 3,7% em relação a fevereiro de 2023. A China teve produção estimada de 81,2 milhões de toneladas, um crescimento de 3,5% em relação a fevereiro do ano passado. Índia e Japão produziram 11,8 e 7 milhões de toneladas, com acréscimos de 11,4% e 1,1%, respectivamente, enquanto a Coreia do Sul produziu 5,1 milhões de toneladas e caiu 1,5%. Ásia e Oceania responderam por 109,7 milhões de toneladas do total, um incremento de 3,9% sobre o mesmo mês de 2023.

A América do Norte e América do Sul produziram 8,7 milhões de toneladas e 3,5 milhões de toneladas de aço bruto em fevereiro de 2024, o que significa recuo de 1,3% e crescimento de 10,5%, respectivamente, em relação ao mesmo mês do último ano. A produção dos Estados Unidos chegou a 6,5 milhões de toneladas, 1,2% a menos que em fevereiro de 2023, enquanto a produção brasileira somou 2,8 milhões de toneladas no segundo mês de 2024, 13,1% a mais que o mesmo mês do último ano.

Estima-se que a Rússia produziu 5,7 milhões de toneladas em fevereiro, queda de 4,4% e o Irã tenha produzido 2,2 milhões de toneladas, um aumento de 14,3% no mês. Já a Turquia produziu 3,1 milhões de toneladas e disparou 46,6% sobre fevereiro de 2023. 

Os países do CIS produziram em fevereiro 6,7 milhões de toneladas, 2,5% a menos que em fevereiro de 2023, enquanto os países da União Europeia somaram 10,6 milhões de toneladas, um recuo de 3,3% sobre fevereiro do último ano. No primeiro bimestre de 2024 houve uma produção de 306,9 milhões de toneladas de aço, um avanço de 3% quando comparado ao mesmo período do último ano.