Atlas Lithium identifica mais seis áreas-alvo em Neves

20/10/2023
O mapeamento geológico revelou até agora 38 ocorrências de pegmatitos ao longo destas seis novas áreas-alvo.

 

A Atlas informa que identificou seis áreas-alvo novas e promissoras, complementando os quatro corpos pegmatíticos confirmados com mineralização de espodumênio, conhecidos como Anitta 1, 2, 3 e 4. O mapeamento geológico revelou até agora 38 ocorrências de pegmatitos ao longo destas seis novas áreas-alvo.

A equipe técnica liderada por James Abson planeja adotar uma abordagem sistemática para a exploração de áreas-alvo potenciais adicionais dentro do Projeto Neves. Os esforços envolverão mapeamento geológico, amostragem de locais históricos de mineração artesanal e pegmatitos expostos para analisar as proporções entre potássio e rubídio, bem como amostragem de solo utilizando testes XRF e ICP.

A escavação profunda de áreas anômalas será usada para identificar e confirmar pegmatitos de lítio-césio-tântalo (LCT) e estimar largura, ataque, mergulho e mineralização. Finalmente, a perfuração exploratória testará os alvos pegmatíticos de maior prioridade que parecem mais largos e mais mineralizados.

Expandindo-se além da área do Projeto Neves, a exploração regional da Atlas Lithium se concentrará em outros direitos minerais de lítio dentro do Projeto de Lítio de Minas Gerais, uma grande área de 240 km² de direitos minerários localizados predominantemente no Vale do Lítio, um distrito de lítio rochoso.

Uma equipe especializada em geologia de exploração foi montada para iniciar o trabalho de reconhecimento neste pacote terrestre mais amplo. Os esforços iniciais envolverão mapeamento geológico com foco específico em locais históricos de mineração artesanal, amostragem de pegmatitos conhecidos e previamente identificados, bem como linhas de amostragem de solo de primeira passagem para identificar anomalias.

Esta abordagem em fases avançará sistematicamente a prospecção regional em todos os extensos direitos minerais da Empresa em Minas Gerais. "Este é um momento emocionante para a Atlas Lithium", disse James Abson, diretor de Geologia e Pessoa Qualificada para Lítio. Segundo o executivo, os objetivos atuais são duplos: acelerar o desenvolvimento das múltiplas novas áreas-alvo promissoras descobertas no Projeto Neves e, ao mesmo tempo, capitalizar o potencial de exploração de lítio dentro da extensa área de direitos minerais da empresa em todo o seu Projeto de Lítio em Minas Gerais.

Direto da Fonte