Exportações de níquel e cobre somam 72 mil toneladas

07/05/2024
O primeiro quadrimestre foi marcado por um crescimento no volume de exportação das nossas operações, cerca de 7% em relação ao mesmo período de 2023

 

A Appian Capital Brazil exportou mais de 72 mil toneladas de concentrado de cobre e níquel sulfetado para o Canadá, Finlândia e China no primeiro quadrimestre de 2024. “Estamos otimistas com os resultados que apresentaremos neste ano, mesmo com os desafios atuais do mercado de níquel. O primeiro quadrimestre foi marcado por um crescimento no volume de exportação das nossas operações, cerca de 7% em relação ao mesmo período de 2023. Este fato reflete o contínuo compromisso da Appian com a excelência e a eficiência. Os ativos estão operando com capacidade de produção máxima, sempre de forma segura e integrada ao meio ambiente e às comunidades do entorno. Estamos confiantes de que continuaremos a trilhar esse caminho de sucesso, mantendo nosso foco na inovação e sustentabilidade”, explica Milson Mundim, CFO da Appian Capital Brazil.

Durante o período, houve um embarque combinado, mantendo a estratégia adotada em 2023 para transportar a produção de cobre e níquel sulfetado, reduzindo a emissão de carbono e o custo de frete, o que reflete em eficiência na operação logística do fundo. Com isso, espera-se chegar ao fim de 2024 com números satisfatórios de economia de carbono na logística das commodities. Com isto, a Appian reduziu a emissão de mais de 4.680(t) CO2e em 2023, o que representou redução de 31,58% da emissão total que ocorreria em um cenário de embarques individuais. O transporte destas commodities representa a movimentação de minérios base para o investimento em energia limpa, tornando a Appian Capital Brazil protagonista de grande relevância para a transição energética.

Em 2023, a Appian Capital Brazil exportou mais de 200 mil toneladas de cobre e níquel sulfetado enviados para América do Norte, Europa e Ásia. A expectativa da Appian Capital Brazil para 2024 é aumentar as exportações com a produção dos ativos em sua capacidade máxima.

A Atlantic Nickel exportou 39.347 toneladas de concentrado de níquel sulfetado em quatro embarques no primeiro quadrimestre de 2024. Os navios seguiram do Porto de Ilhéus (BA) para o Canadá, China e para Finlândia. Em 2023, o ativo exportou mais de 100 mil toneladas de concentrado de níquel sulfetado, sendo aproximadamente 14 mil toneladas de níquel contido para América do Norte, Europa e Ásia.

Já a Mineração Vale Verde (MVV) embarcou 32.808 toneladas de concentrado de cobre, produzido na mina Serrote em 2024. Os navios partiram do porto de Maceió com destino à China. No último ano, a Mineração Vale Verde encaminhou mais de 105 mil toneladas, sendo aproximadamente 26 mil toneladas de cobre contido, para Finlândia, Taiwan e China. Em 2022, a mineradora concluiu seu ramp-up e a mina Serrote alcançou sua capacidade máxima de produção. O cobre é um dos metais com previsão de alta de demanda no mercado, devido à transição energética, estando presente em carros elétricos, baterias, turbinas eólicas e painéis solares, entre outros.

Direto da Fonte