Novo equipamento para análise laboratorial

03/09/2021
O equipamento possui a capacidade de agir com diversos tipos de amostra e consegue analisar amostras com teores muito baixos e elevados.

A Indústrias Nucleares do Brasil (INB) implantou, recentemente, no laboratório ambiental da Unidade em Descomissionamento de Caldas (MG) um equipamento de Espectrometria de Massas com Plasma Indutivamente Acoplado (ICP-MS) como nova técnica de análise laboratorial. O equipamento possui a capacidade de agir com diversos tipos de amostra e, devido a alta sensibilidade e rapidez, consegue analisar amostras com teores muito baixos e elevados. 

O coordenador de Radioproteção e Laboratório Ambiental da unidade, Fabio William Rodrigues, disse que o equipamento permite avaliações mais rápidas e próximas da realidade e que o procedimento do ICP-MS permitirá a quantificação de urânio, tório e outros elementos na ordem de partes por trilhão (ppt), nível de sensibilidade até então inacessível ao laboratório em Caldas. “Em 2020, foram realizadas cerca de quatro mil análises de urânio e tório natural, além de seis mil análises de outros elementos indicadores de drenagem ácida. O equipamento irá absorver essa demanda em sua rotina, em atendimento à legislação ambiental, para lançamento de efluentes e qualidade de águas nos limites estabelecidos, com o objetivo de cumprir o Programa de Monitoração Radiológica Ambiental (PMRA)”, explicou Rodrigues. 

Com o novo equipamento o coordenador avalia que o laboratório aumentará as possibilidades de promover ações caso seja identificada alguma alteração nos resultados de monitoramento. “Hoje teríamos a capacidade de atuar de forma mais ágil, acelerando o processo de tomada de decisão, no caso de identificação de alterações nas liberações de efluentes”.

Tags