IABr critica redução de imposto a importações

13/05/2022
Segundo o Instituto Aço Brasil (IABr), a medida é inadequada, já que o mercado encontra-se totalmente abastecido e não há especulação de preços.

Núcleo Executivo de Colegiado da Camex, o GECEX (Comitê Executivo de Gestão) decidiu reduzir o imposto de importação dos vergalhões CA50 E CA60 de 10,8% para 4% até dezembro de 2022.

Segundo o Instituto Aço Brasil (IABr), a medida é inadequada, já que o mercado encontra-se totalmente abastecido e não há especulação de preços e o impacto inflacionário do vergalhão é de apenas 0,03% no IPCA. O instituto, então, diz que não existe qualquer excepcionalidade que justifique a medida.

Outra crítica feita pelo IABr à redução do imposto é que a medida vai na contramão da política adotada pelos principais países produtores de aço que, face ao gigantesco excesso de capacidade instalada no mundo, da ordem de 518 milhões de toneladas, tem adotado medidas de restrição à importação predatória. “O Brasil, ao contrário, ao reduzir o imposto de importação facilitará ainda mais o desvio de comércio para o País”.

Tags