BHP acelera projeto canadense de US$ 5,7 bi

20/05/2022
A empresa ponderou uma decisão final sobre o ativo por pelo menos oito anos, durante os quais gastou cerca de US$ 4,5 bilhões.

O presidente-executivo da BHP, Mike Henry, disse querer acelerar o projeto de potássio Jansen, de US$ 5,7 bilhões, no Canadá, por causa das interrupções no fornecimento mundial de fertilizantes provocado pelo conflito Rússia x Ucrânia. Além de causar escassez no fornecimento de grãos muito consumidos e fertilizantes, Rússia e Belarus respondem por quase 40% da produção global. As sanções impostas à Rússia também dificultam ainda mais o cenário para a compra de fertilizantes. 

Em 2021, a BHP aprovou investimento de US$ 5,7 bilhões para colocar em produção a mina de potássio Jansen, no norte de Saskatchewan (Canadá). A empresa ponderou uma decisão final sobre o ativo por pelo menos oito anos, durante os quais gastou cerca de US$ 4,5 bilhões preparando o terreno para o projeto de produção de nutrientes agrícolas. “A interrupção do lado da oferta ligada à guerra na Ucrânia reforçou positivamente a decisão que tomamos de inserir potássio”, disse Henry na conferência do Bank of America Metals and Mining esta semana. “Estamos fazendo um bom progresso e constatando potencial de acelerar a primeira produção do Jansen Stage 1 em 2026”. 

Inicialmente, a BHP planejava começar a produção em Jansen em 2027. A empresa também iniciou estudos para uma segunda fase de desenvolvimento. Do volume total a ser investido, US$ 1,4 bilhão se destinam a contratos e outros US$ 200 milhões para cobrir infraestrutura portuária, sistemas de mineração subterrânea e outras atividades de construção de poços e superfícies.

Jansen deverá produzir cerca de 4,2 milhões de toneladas anuais de potássio durante sua primeira fase. O segundo acrescentaria mais 4 milhões de toneladas por ano, com intensidade de capital entre US$ 800 e US$ 900 por tonelada, quase 30% abaixo do esperado para a Etapa 1. “A redução de custos seria possível porque a segunda etapa poderá alavancar a infraestrutura construída na primeira, incluindo os poços”, disse Henry.