Samarco faz balanço de um ano do Força Local

02/12/2021

A Samarco fez um balanço do primeiro ano do Programa Força Local, que tem como objetivo comprar materiais em fornecedores locais de Minas Gerais e Espírito Santo. Participaram do evento virtual o diretor-presidente Rodrigo Vilela, empresários mineiros e capixabas, além de representantes de entidades de classe de municípios onde a empresa atua nos dois estados: em Minas Gerais – Catas Altas, Mariana, Ouro Preto e Santa Bárbara, e no Espírito Santo – Anchieta, Guarapari e Piúma. Até o momento, a Samarco gastou R$ 587 milhões em compras junto a fornecedores mineiros e capixabas. O programa é estruturado em cinco pilares nos quais são desenvolvidas as ações: políticas, capacitação, negócios, monitoramento e desenvolvimento e qualificação. 

O Programa Força Local desenvolve o fornecedor, qualifica mão-de-obra e capacita empresas visando fomentar um melhor desempenho da economia local dos municípios onde a empresa atua em Minas Gerais e no Espírito Santo. Somente nos municípios onde o Força Local é recebido, a Samarco desembolsou R$ 296 milhões com 204 fornecedores. As contratadas da empresa realizaram desembolso de cerca de R$ 37,6 milhões com 545 fornecedores locais. "O Força Local compartilha valor com os territórios onde atuamos e está em sintonia com a nossa missão, visão de futuro e o nosso propósito. O programa surgiu para contribuir para o fortalecimento dos fornecedores e dos comércios locais, colaborando também para que estejam cada vez mais preparados para atender a possíveis demandas da Samarco e de outras empresas para serviços, materiais, equipamentos e insumos", afirmou o diretor-presidente Rodrigo Vilela. 

No primeiro ano de Força Local aproximadamente duas mil pessoas participaram dos 30 workshops, palestras e seminários virtuais. Foram realizados 164 atendimentos na 1ª rodada de negócios e 62 empresas foram certificadas no pilar de desenvolvimento e qualificação e 316 empresas participaram do Catálogo de Fornecedores locais em Minas Gerais e no Espírito Santo. Foram oferecidos seis cursos de capacitação com 140 pessoas qualificadas nos dois estados. "O Força Local chegou para nós em um momento desafiador. Em tempos de pandemia, crescemos e alcançamos bons resultados com o aprendizado e apoio do programa. Colocamos em prática e hoje vejo o desenvolvimento de todos os setores da minha empresa. Antes eu acreditava que poderia atender a grandes empresas, hoje eu tenho certeza disso. Sem dúvidas, o programa é valioso para o empresário local", disse Maria Izabela Morais, da DM Extintores, de Guarapari (ES). Já Matheus Fialho, da NSDN, empresa situada em Mariana (MG), comentou que o programa permitiu otimizar processos na empresa. “A capacitação que realizamos nos permitiu focar nossa atenção em nosso espaço para tornar o ambiente de trabalho ainda mais seguro. Prestamos serviço para terceirizadas da Samarco e esperamos, em breve, atender a empresa de forma direta", destacou Fialho. 

A gerente de suprimentos, Ailana Vilela, afirmou que o Força Local quer fortalecer o fornecedor não apenas para atender a Samarco, mas também outras empresas. “O Força Local fortalece nossos vínculos de confiança e nos reaproxima de públicos estratégicos, por meio do diálogo com as comunidades, entidades de classe e fornecedores locais", disse. Para saber mais informações sobre o programa é só acessar https://www.samarco.com/fornecedores/.