Iniciada construção do Projeto Araguaia

19/05/2022
Serão produzidas 14.500 toneladas de níquel por ano na primeira etapa, com potencial de duplicação, para abastecer o mercado de aço inoxidável.

A Horizonte Minerals tem captados US$ 633 milhões para iniciar a construção do Projeto Araguaia, em Conceição do Araguaia (PA), empreendimento 100% próprio, de larga escala, alto teor, baixo custo e baixa emissão de carbono. O projeto Araguaia é projetado para ter dobrada a sua capacidade e a vida útil da mina é de 28 anos, prorrogáveis. 

Para marcar o início das obras, a Horizonte Minerals realizou, no dia 18 de maio, evento em Conceição do Araguaia, com a presença do CEO Jeremy Martin, do diretor de Projetos, Michael Drake, do diretor do Projeto Araguaia, Leonardo Vianna e do diretor de Finanças, Tiago Miranda, além de diversas autoridades e fornecedores. O Projeto Araguaia já está totalmente financiado, em fase de terraplanagem e com previsão de conclusão das obras para o final de 2023. Serão produzidas 14.500 toneladas de níquel por ano (na primeira etapa, com potencial de expansão para duplicar o montante) para abastecer o mercado de aço inoxidável, gerando fluxos de caixa livres pós-tributos de US$ 2,4 bilhões, considerando apenas a fase 1, com preço de US$16.400 por tonelada. Na etapa de construção serão gerados aproximadamente 3.000 empregos, enquanto que a fase de operação gerará cerca de 500 empregos diretos. 

O Araguaia usará um método de mineração a céu aberto, transportando o minério de níquel para uma planta de processamento, onde o minério será transformado em liga de ferroníquel. A camada superficial de terra será estocada separadamente para reabilitação das áreas mineradas. O projeto utilizará tecnologia de processo comprovadamente de baixo risco, denominada calcinador rotativo e forno elétrico (RKEF), em operação em mais de 40 minas em todo o mundo e que responde por uma parcela significativa do níquel produzido anualmente. Além da construção do Projeto Araguaia, a Horizonte Minerals avança no estudo de viabilidade do Projeto Vermelho, que produzirá aproximadamente 15.000 toneladas de níquel e 600 toneladas de cobalto - na primeira fase de desenvolvimento -, para abastecer o mercado de baterias de veículos elétricos. O perfil combinado de produção da Horizonte Minerals, que durante a próxima década poderá produzir mais de 50.000 toneladas de níquel por ano, posiciona a empresa como um produtor globalmente significativo, desenvolvendo um novo distrito de níquel no Brasil. 

Em parceria com o SENAI, a Horizonte Minerals oferecerá capacitação com foco na construção e na operação do Projeto Araguaia às pessoas da região de Conceição do Araguaia. Serão 390 vagas em cursos de curta e média duração, como formação em carpintaria, solda e operação de beneficiamento de minério, além de cursos técnicos em eletrotécnica e eletromecânica. Mais de 1.300 pessoas se inscreveram para participar e as aulas começam na próxima semana.