China puxa produção mundial para baixo

23/11/2021

Parece que a desaceleração chegou mesmo à indústria siderúrgica chinesa, puxando para baixo a produção mundial. A worldsteel divulgou que a produção mundial de aço bruto alcançou 145,7 milhões de toneladas em outubro de 2021, uma queda de 10,6% em relação ao mesmo mês do último ano. A Ásia e a Oceania produziram 100,7 milhões de toneladas em outubro, um recuo de 16,6% sobre outubro de 2020. Apenas a China produziu 71,6 milhões de toneladas, 23,3% a menos que em outubro do ano passado, enquanto a Índia produziu 9,8 milhões de toneladas no mês, um incremento de 2,4% sobre o mesmo mês do último ano. Japão e Coreia do Sul produziram 8,2 milhões de toneladas e 5,8 milhões de toneladas de aço bruto em outubro, respectivamente, com alta de 14,3% e recuo de 1% na comparação com o mesmo mês de 2020. 

Os países do Bloco Europeu produziram 13,4 milhões de toneladas de aço em outubro de 2021, ou 6,4% a mais que no mesmo mês de 2020. O destaque fica para a Alemanha, com produção de 3,7 milhões de toneladas e aumento de 7% sobre outubro de 2020. 

Países europeus, como Bósnia-Herzegovina, Macedônia, Noruega, Sérvia, Turquia e Reino Unido, produziram 4,4 milhões de toneladas, um crescimento de 7,7% sobre outubro de 2020. A Turquia produziu 3,5 milhões de toneladas, 8% a mais que em outubro do ano passado. 

A África – Egito, Líbia e África do Sul – produziu 1,4 milhão de toneladas de aço bruto em outubro, 24,1% superior na comparação com outubro do último ano. Já os países da CIS produziram 8,3 milhões de toneladas, 0,2% menos que no mesmo mês de 2020, com destaque para a Rússia, que teve um volume de produção estimado de 6,1 milhões de toneladas, o que representa incremento de 0,5% sobre outubro de 2020. 

Os países do Oriente Médio - Irã, Catar, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos – registraram produção de 3,2 milhões de toneladas de aço bruto, 12,7% a menos que em outubro de 2020. Estima-se que o Irã tenha produzido 2,2 milhões de toneladas no mês, uma queda de 15,3% no mês. 

A produção na América do Norte cresceu 16,9% em outubro de 2021, somando 10,2 milhões de toneladas. Apenas os Estados Unidos produziram 7,5 milhões de toneladas, 20,5% a mais que em outubro de 2020, enquanto a produção na América do Sul alcançou 4 milhões de toneladas, 12,1% a mais do que em outubro de 2020. O Brasil teve produção estimada de 3,2 milhões de toneladas e registrou crescimento de 10,4% em outubro de 2021 na comparação com o mesmo mês do ano passado. No acumulado do ano até outubro de 2021, a produção mundial de aço bruto somou 1.607 bilhão de toneladas, o que representa um acréscimo de 5,9% em relação ao mesmo período de 2020.