Reservas da China alcançam quase 15 mil toneladas

23/08/2021

As reservas de ouro da China têm crescido ao longo dos últimos 15 anos, alcançando 14.727 toneladas em 2020, de acordo com números da China Gold Association. Apesar de fatores como a epidemia Covid-19 e políticas relacionadas com direitos de mineração, o país ainda lidera a produção mundial de ouro, tendo produzido 365,3 toneladas em 2020, apesar de um declínio de 14,8 toneladas, ou 3,91% em relação a 2019.

Do total produzido, 301,69 toneladas foram extraídas em minas de ouro e 63,65 toneladas foram subproduto de minerais não-ferrosos. Já o ouro produzido a partir de matérias-primas importadas somou 114,16 toneladas, uma redução de 5,02% em relação ao ano anterior, devido à pandemia. Se adicionarmos o ouro gerado por matérias-primas importadas, a produção total de ouro do país sobe para 479,50 toneladas, no ano, com decréscimo de 4,18%.

Já o consumo real de ouro em todo o país foi de 820,98 toneladas, com queda de 18,13% em relação ao mesmo período de 2019. O consumo ficou assim dividido: 490,58 toneladas em joias de ouro (queda de 27,45% no comparativo anual); 246,59 toneladas em barras e moedas de ouro (aumento de 9,21%); 83,81 toneladas em uso industrial e outros (queda de 16,81%).

Tags