Produção recorde no quarto trimestre de 2021

12/01/2022

A Aura Minerals registrou produção consolidada de 77.594 onças equivalentes de ouro (GEO) no quarto trimestre de 2021, um novo recorde trimestral na história da companhia e um crescimento de 12% sobre as 69.158 onças equivalentes de ouro do mesmo trimestre de 2020. Já durante os doze meses encerrados em 31 de dezembro de 2021, a produção da Aura alcançou 268.983 GEO, dentro do intervalo da última projeção divulgada pela companhia, representando um crescimento de 32% quando comparado ao ano anterior e um novo recorde de produção em um único ano na história da Aura. “Estou muito orgulhoso dos resultados atingidos em 2021, com um crescimento de 32%. Ao longo do ano, continuamos com nossas melhorias operacionais quebrando recordes de produtividade em Aranzazu e San Andres”, disse Rodrigo Barbosa, presidente e CEO da Aura. 

As minas de Aranzazu e San Andres produziram 32.901 GEO e 26.652 GEO, respectivamente, no quarto trimestre de 2021 – recorde de produção trimestral para cada uma destas unidades de negócio desde que foram adquiridas pela Aura Minerals, em 2008 e em 2009. “Além disso, não só fechamos o ano dentro do nosso guidance mas também alcançamos importantes marcos, como o aumento de capacidade de 30% de Aranzazu, o início da construção do projeto Almas, a publicação do PEA de Matupá com atrativos retornos e os ganhos de eficiência em San Andres, tudo isso mais do que compensou os desafios que enfrentamos com Gold Road. Temos entregue os resultados com consistência conforme as expectativas em linha com o caminho traçado para alcançarmos mais de 400.000 Oz anualizadas em 2024.” Já as minas EPP produziram 17.274 GEO, enquanto a Gold Road, 767 GEO.

Tags