Equipamento da CBA para projeto Araguaia

09/12/2021
O equipamento é projetado e fabricado pelos principais fornecedores internacionais com capacidade e especificações técnicas semelhantes às do Araguaia.

A Horizonte Minerals, por meio de sua subsidiária integral Araguaia Níquel Metais Ltda, assinou contrato de compra de ativos para aquisição de certos equipamentos de processamento de ferroníquel novos e não utilizados da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA). 

O Equipamento de Processamento compreende os principais componentes de uma planta de forno elétrico de forno rotativo convencional (RKEF), excluindo o forno, e espera-se que forneça sinergias significativas em relação ao desenvolvimento do projeto de ferroníquel Araguaia, 100% detido pela Horizonte Minerals. De acordo com a empresa, o equipamento é projetado e fabricado pelos principais fornecedores internacionais com capacidade e especificações técnicas semelhantes às do Araguaia e já está localizado no Brasil nas operações da CBA em Niquelândia (GO). 

A Horizonte Avalia o uso de componentes selecionados como sobressalentes e reserva como parte do desenvolvimento da primeira linha RKEF em Araguaia, e a utilização dos Equipamentos de Processamento será integrada a um novo estudo de desenvolvimento de uma segunda linha de RKEF no Araguaia. O acordo prevê um baixo custo inicial de US$ 600 mil, pagável em dinheiro na assinatura, com contraprestação potencial total de até US$ 7 milhões, com o saldo a ser pago mediante o cumprimento de metas futuras relacionadas ao desenvolvimento e operação do Araguaia. 

A aquisição dos Equipamentos de Processamento é uma oportunidade atraente para a Horizonte acelerar o desenvolvimento de uma segunda linha RKEF em Araguaia, para atingir 28 mil toneladas de níquel por ano, e a um custo de desenvolvimento mais baixo. Esperamos ser capazes de realizar economias significativas em nossos custos de desenvolvimento planejados, dado o baixo custo de aquisição deste equipamento de alta qualidade em relação ao custo original de compra de aproximadamente US$ 60 milhões, disse o CEO da Horizonte, Jeremy Martin. 

Segundo ele, a Horizonte irá anunciar um pacote de financiamento de US$ 633 milhões para o desenvolvimento da primeira linha de RKEF no Araguaia. “O financiamento total da fase 1 do Projeto é transformacional para a Horizonte e a capacidade de acelerar a próxima fase destaca nossa ambição de nos tornarmos um produtor de níquel globalmente significativo. A execução da construção da primeira linha RKEF é nossa prioridade, mas acredito que este é um passo significativo na concretização de nossa visão de todo o potencial do Araguaia”. A Horizonte prevê forte perspectiva para o preço do níquel sustentada pelo crescimento da demanda de aço inoxidável e bateria EV impulsionada pela transição de energia limpa e novo fornecimento limitado com credenciais comparáveis ao Araguaia.