Horizonte obtém crédito de US$ 346,2 milhões

04/10/2021
"Estamos assistindo uma demanda no setor de aço, simultânea ao crescimento acelerado no mercado de baterias de veículos elétricos”

Um sindicato de cinco instituições financeiras internacionais concedeu crédito à Horizonte Minerals, além da aprovação prévia de duas Agências de Crédito à Exportação (ECAs), para um instrumento de financiamento de projeto com garantia sênior no valor de US$ 346,2 milhões para financiar a construção e o desenvolvimento do projeto de ferroníquel Araguaia. Os Financiadores Sêniores são o BNP Paribas Securities Corp, ING Capital LLC, Natixis, New York Branch, Société Générale e Swedish Export Credit Corporation (SEK). As ECAs são a Agência de Crédito à Exportação da Dinamarca (EKF) e a Agência de Crédito à Exportação da Finlândia (Finnvera plc). 

O Instrumento de Dívida Sênior incluirá duas parcelas, sendo a primeira de US$146,2 milhões, a ser garantida pelas ECAs em relação a uma série de contratos de equipamentos e de prestação de serviços essenciais; enquanto a segunda tem valor de US$ 200 milhões. O prazo do Instrumento de Dívida Sênior será de dez anos e meio para a primeira parcela e de oito anos e meio para a segunda. A taxa de juros do Instrumento de Dívida Sênior será de LIBOR mais 1,80% a.a, e LIBOR mais 4,25 a 4,75% a.a, para as duas parcelas, respectivamente. A conclusão do Instrumento de Dívida Sênior está sujeita às condições habituais, incluindo a negociação e definição de documentação definitiva e a celebração de um acordo abrangente entre credores, entre outras.

A Endeavour Financial está atuando como assessora financeira da Horizonte Minerals e o Norton Rose Fulbright LLP tem atuado como assessor jurídico, com o apoio do escritório de advocacia Freitas Ferraz no Brasil. Os Financiadores Sênior e as ECAs estão sendo assessorados pelo Milbank LLP, Micon International Limited (Engenheiro Independente) e Arcadis (Consultor Independente de Meio Ambiente, Social, Saúde e Segurança).

O CEO da Horizonte, Jeremy Martin, comentou: “Tenho o prazer de anunciar que recebemos estas aprovações finais de crédito de cinco importantes instituições financeiras internacionais. A equipe da Horizonte e os nossos assessores trabalharam durante os últimos 18 meses para chegar a este ponto. Associado com as duas Agências de Crédito à Exportação, este sindicato de sete instituições fornece um Instrumento de Dívida Sênior de US$ 346,2 milhões para ajudar a financiar a construção do Projeto Araguaia. Este marco representa a conclusão de um processo intensivo de due diligence que incluiu visitas ao site por parte dos Financiadores Sênior e especialistas independentes, e extensas avaliações técnicas, de marketing, ambientais, sociais e jurídicas do Projeto”.  

Segundo o executivo, a aprovação de crédito de todo o sindicato é o catalisador para finalizar os outros componentes do financiamento total necessário para o Araguaia. Como anteriormente anunciado, o processo com o parceiro de offtake e o investidor estratégico está bem avançado. “A força do sindicato que concedeu a aprovação do crédito é prova da robustez econômica do projeto, da capacidade técnica da nossa equipe e dos nossos padrões de sustentabilidade alinhados às melhores práticas. Com poucos projetos novos de níquel com estas credenciais na fase de construção, acreditamos que a notícia de hoje é um ponto crucial na história da Horizonte, uma vez que trabalhamos para nos tornar um grande produtor de níquel. Isto acontece em um contexto de fortes fundamentos do mercado do níquel, onde estamos assistindo uma demanda significativa no setor de aço inoxidável, simultânea ao crescimento acelerado no mercado de baterias de veículos elétricos”, concluiu Martin.