Aval para ampliar capacidade em Jacobina

07/12/2021

A Yamana Gold obteve licença para ampliar a produção da mina de Jacobina para 10 mil toneladas diárias. A expectativa é que a produção alcance 8.500 toneladas por dia até o segundo trimestre de 2022. Com essa taxa de processamento, a produção em Jacobina aumentará até o segundo semestre do próximo ano em um nível de produção de 230.000 onças por ano, começando em 2023.

Com o aumento para 10 mil toneladas por dia, a Yamana Gold garante o bem sucedido processo de dois anos em que a companhia trabalhou em estreita colaboração com órgãos governamentais para garantir que Jacobina “continue a operar de forma responsável e sustentável para o benefício de todos os stakeholders. O recebimento da licença não apenas representa um marco significativo no ramp up da Fase 2 para 230.000 onças de ouro por ano, mas também facilita a futura expansão da Fase 3 para elevar a produção para 270.000 onças por ano”, afirma a empresa. 

Com a permissão acelerada e desempenho superior em 2021, a mina agora deve atingir o objetivo de rendimento da Fase 2 de 8.500 tpd até o segundo trimestre de 2022, aproximadamente um ano antes do planejado. Desde maio de 2021, a taxa de transferência tem se mantido estável na taxa permitida anteriormente de 7.500 tpd e está bem posicionada para começar a aumentar imediatamente para 8.500 tpd. Nos últimos seis meses, Jacobina continuou com melhorias incrementais para aumentar a capacidade de mineração e processamento em antecipação ao recebimento da licença de expansão. Dessa forma, a empresa pretende aumentar progressivamente a produção nos próximos seis a sete meses.

O aumento para 8.500 tpd será alcançado por meio de uma continuação de melhorias incrementais para eliminar o gargalo da planta de processamento. A otimização do circuito de britagem, que não exigiu a instalação de novos equipamentos, já está concluída. Durante o primeiro semestre de 2022, várias iniciativas adicionais devem ser concluídas, incluindo a otimização do processo de moagem com a instalação de medidores de densidade ultrassônicos para otimizar o controle de alimentação de minério para os moinhos. Em 2023, outras iniciativas poderiam ser realizadas para apoiar as taxas de recuperação no nível de rendimento mais alto, mas dependendo do desempenho, algumas dessas iniciativas podem ter a flexibilidade de ser adiada até a expansão da fase 3 , a Yamana Gold continuará a aumentar a capacidade de mineração subterrânea em Jacobina e prepara paradas programadas de menor impacto e minério armazenado na superfície para fornecer alimentação suplementar ao moinho durante a fase de ramp up. Com as taxas de processamento mais altas do que o planejado que agora são antecipadas, a companhia espera continuar extraindo o minério suplementar no primeiro semestre de 2022. 

A estratégia de armazenamento de rejeitos está alinhada ao cronograma de expansão acelerada. A construção da última fase da instalação de armazenamento de rejeitos foi recentemente concluída, fornecendo capacidade de armazenamento de rejeitos de 8.500 tpd até o final de 2023. Outras fases permitidas da instalação de armazenamento de rejeitos fornecem capacidade de armazenamento adequada para suportar o plano de vida da mina. Uma estratégia abrangente de armazenamento de rejeitos é bastante avançada para fornecer soluções de armazenamento adicionais, incluindo aterro hidráulico, paste-fill e uma instalação de empilhamento a seco. 

A abordagem simplificada da empresa para a expansão da Fase 2 reduz os gastos de capital e aumenta a eficiência energética. Os custos de capital para a expansão da Fase 2 são estimados em aproximadamente US$ 20 milhões, com US$ 15 milhões restantes a serem gastos em 2022. A expansão da Fase 3 para aumentar a taxa de transferência para 10.000 tpd está sendo avaliada. A engenharia está avançando paralelamente à Fase 2, com um estudo de viabilidade para a Fase 3 programado para ser concluído em 2023.

Tags