Anglo American terá US$ 100 milhões do IFC

09/06/2022
As metas vinculadas ao contrato visam apoiar o desenvolvimento comunitário em comunidades rurais próximas às operações da empresa na África do Sul.

A Anglo American assinou um contrato de empréstimo de US$ 100 milhões, por dez anos, com a International Finance Corporation (IFC) vinculado à entrega de metas de sustentabilidade que são parte integrante do Plano de Mineração Sustentável da empresa. O empréstimo vinculado à sustentabilidade é o primeiro da IFC no setor de mineração e é considerado o primeiro globalmente do setor, focado exclusivamente em indicadores de desenvolvimento social.

As metas específicas vinculadas ao contrato de empréstimo visam apoiar o desenvolvimento comunitário em comunidades rurais próximas às operações de mineração da Anglo American na África do Sul, inclusive promovendo a criação de empregos e melhorando a qualidade da educação para mais de 73.000 alunos. “Nosso Plano de Mineração Sustentável tem um conjunto de metas globais ambiciosas relacionadas à entrega de um ambiente saudável, criando comunidades prósperas e sendo reconhecido como um líder corporativo confiável.”, disse Stephen Pearce, Diretor Financeiro da Anglo American. 

O Plano de Mineração Sustentável da Anglo American inclui metas para apoiar as escolas nas comunidades anfitriãs a ter um desempenho entre as 30% melhores escolas estaduais em todo o país e criar ou apoiar três empregos externos para cada trabalho local em suas operações até 2025. Jonathan Samuel, Chefe do Grupo de Parcerias de Negócios Responsáveis da Anglo American, disse: “Para atingir nossa meta de educação, vamos fortalecer o sistema de educação pública treinando educadores, profissionais e equipes de gestão escolar e atualizar a infraestrutura e equipamentos escolares básicos, incluindo o fornecimento de Wi-Fi e computadores em mais de 100 escolas públicas primárias e secundárias na África do Sul. Já estamos apoiando mais de 73.000 alunos de centros de desenvolvimento da primeira infância, escolas primárias e secundárias, com mais crianças a beneficiar na Fase 2 do programa”. A Anglo American comprometeu-se a contribuir com fundos adicionais para causas sociais acordadas se não atingir plenamente suas metas de educação e meios de subsistência nos termos deste empréstimo.

A Anglo American e a IFC trabalharam de perto para garantir que um conjunto robusto de métricas e metas seja documentado. “O financiamento vinculado à sustentabilidade é uma ferramenta poderosa para mobilizar capital e incentivar empresas que buscam contribuir para um futuro mais sustentável. A parceria da IFC com a Anglo American apoiará a educação de qualidade para alunos iniciantes, fortalecerá o desenvolvimento do capital humano e impulsionará as pequenas empresas na África do Sul”, disse Kevin Njiraini, Diretor da IFC para a África Austral e Nigéria. Este empréstimo faz parte de um compromisso mais amplo da Anglo American com a IFC no desenvolvimento social local, inclusive no Peru, onde a Anglo American, a IFC e outros parceiros estão apoiando iniciativas de desenvolvimento regional.

Parceria para reusar água de mineroduto

A Anglo American e o Porto de Açu assinaram parceria para estudar em unidades industriais o reuso da água utilizada na operação do mineroduto, que transporta minério de ferro de Conceição do Mato Dentro (MG) ao empreendimento portuário, em São João da Barra (RJ). O minério sai da planta da Anglo American e atravessa 29 municípios até o Porto do Açu, onde passa por um processo de filtragem, com a separação da água e do minério. Posteriormente, o minério é armazenado para exportação. Atualmente, o efluente gerado pelo sistema de filtragem da água é tratado e majoritariamente descartado ao mar, seguindo estritamente todos os padrões legais. Segundo a Anglo, o volume de reaproveitamento da água chegaria a 0,3 m³/s de água reutilizada. 

O trabalho conjunto vai avaliar o tratamento e a utilização de parte desse efluente nas plantas industriais do complexo (atuais e futuras), para que, gradativamente, o efluente deixe de ser descartado no mar e passe a ser reutilizado. “Esta é mais uma parceria que vai ao encontro do nosso propósito de reimaginar a mineração para melhorar a vida das pessoas. Ela está alinhada com as metas e os objetivos do nosso Plano de Mineração Sustentável. A ideia é elevar o reuso ao máximo possível em nossas operações”, explica Tiago Alves, gerente de meio ambiente da Anglo American. Segundo Wilfred Bruijin, CEO da Anglo American no Brasil, a companhia trabalha cada vez mais para incentivar e construir um ambiente cada vez mais sustentável, com soluções em prol da sustentabilidade e da sociedade em geral. “Temos metas consistentes em nosso Plano de Mineração Sustentável e trabalhamos de maneira sólida para atingí-las”, afirma.

O Porto de Açu está em operação desde 2014 e ergue o maior parque de geração de energia a partir de gás natural da América Latina, com um terminal de GNL e uma termoelétrica de 1,3 GW já em operação, e uma segunda termoelétrica de 1,7 GW em início de construção. Além disso, o local conta com a maior base de apoio logístico offshore e duas das maiores fábricas de dutos flexíveis para escoamento de petróleo e gás do mundo. O Porto prevê a industrialização com projetos de energia renováveis e baixo carbono, tais como energia solar, hidrogênio verde e eólica offshore. “As empresas instaladas no Porto do Açu necessitam de água para diferentes atividades e representam relevante demanda para água de reuso. A iniciativa estimula as práticas de economia circular da água, em linha com as estratégias de sustentabilidade do Grupo Prumo. O efluente também poderá ser reutilizado por empresas que implantarão novos projetos industriais e renováveis no porto, como usinas termelétricas, planta de fertilizantes, produção de pellets, petroquímicas, hidrogênio verde e aço verde”, afirma José Firmo, CEO do Porto do Açu.