Tecnologia inova na disposição de rejeitos

07/05/2022
O aplicativo oferece uma base de dados organizada, georreferenciada e categorizada, além de permitir o acompanhamento de cada camada construída.

A Samarco implantou a Geolabor Controle Tecnológico para o controle de disposição de rejeitos e estéril na Pilha Alegria Sul, na unidade de Germano, em Mariana (MG). A ferramenta fornece uma maior precisão e segurança no fluxo de dados geotécnicos da pilha. Desenvolvida pela startup Geolabor para o desafio Controle Geotécnico de Pilha de Rejeito Filtrado, lançado pela Samarco no Mining Hub em 2020, o projeto foi implantado no ano seguinte. 

O aplicativo oferece uma base de dados organizada, georreferenciada e categorizada, para entregar os resultados dos ensaios com maior agilidade, além de gerar relatórios gráficos que permitem o acompanhamento de cada camada construída. “Entre os principais benefícios, tivemos o incremento na confiabilidade dos resultados dos ensaios, ocasionado pela utilização de uma ferramenta de cálculo que garante consistência nos valores obtidos, além da validação por usuários de acordo com as regras de acesso cadastradas”, diz a engenheira de Processo Viviane Aparecida Rezende. 

Para Viviane, a otimização de tempo na geração de informações e ganho no tempo de análise é fundamental. “Destacamos também a melhoria nos processos da qualidade relacionados ao laboratório, como controle das calibrações dos dispositivos de precisão e atendimento das especificações técnicas dos projetos”. A partir dos dados e relatórios gerados e armazenados na ferramenta são realizadas análises geotécnicas consolidadas que são apresentadas internamente e para auditores e projetistas. O investimento em inovação está alinhado ao traço cultural da Samarco, que tem o  propósito de fazer uma mineração diferente, mais segura e sustentável.