Mosaic Fertilizantes investe em projeto de eficiência

23/11/2021

A Mosaic Fertilizantes está investindo US$ 12 milhões na aquisição de equipamentos e mudanças de rotas de processo do projeto Recuperação em Massa, desenvolvido para as unidades de Tapira (MG) e Catalão (GO). A companhia entrará em uma etapa pioneira na produção de concentrado fosfático. 

O aporte em inovação fez com que a empresa já no primeiro trimestre apresentasse um crescimento de 3,1% em produção. A expectativa é que este índice alcance os 7% no final de 2022, o que representaria 150 mil t/ano de concentrado fosfático. O ganho de produtividade está associado à queda do custo do concentrado fosfático por tonelada, com melhor aproveitamento da rocha nas unidades.

O projeto Recuperação em Massa recebeu a tecnologia inédita do analisador online de processos de britagem e flotação, que oferece aos operadores informações precisas e em tempo real para tomada de decisão, processos que antes levavam algumas horas para serem avaliados. Na Mosaic Fertilizantes, inovação e tecnologia são consideradas meios e aceleradores do negócio. Este projeto vem para implementar automação, inovação e transformação digital nas usinas, bem como a transformação dos equipamentos e sistemas envolvidos nos processos. O auxílio dos softwares viabiliza respostas mais imediatas e, principalmente, baseadas em sistemas. O resultado é um ganho expressivo em produtividade, mesmo ainda em fase de investimento”, comentou o vice-presidente de Operações da Mosaic Fertilizantes, Elias Lima. 

A inovação aconteceu também graças ao engajamento e capacitação dos funcionários, por meio de reuniões, comunicação direta e workshops, uma vez que habilidades para lidar com novos recursos, flexibilidade e adaptação às novas maneiras de solucionar problemas estão entre os diferenciais dos profissionais do futuro. “Acreditamos que tecnologia de ponta na empresa só é efetiva se tivermos os times evoluindo conosco. As mudanças são significativas em nossas operações e para as nossas pessoas, exigindo muito dos funcionários, mas também representando inúmeras oportunidades de aprendizado e desenvolvimento. Afinal de contas, nenhum sistema trará agilidade, assertividade, eficiência e resultados ao nosso negócio sem profissionais capacitados para utilizá-lo”, pontua Lima. 

A modernização está atrelada aos conceitos ESG – Em relação aos fatores ambientais, a Mosaic afirma que os novos maquinários contribuem para a eficiência e sustentabilidade da usina já que garantem maior produtividade, mais eficiência dos recursos naturais, melhoria da gestão dos resíduos, redução dos desperdícios, diminuição dos resíduos, e menor impacto ambiental. “Ao melhorarmos a eficiência da produção, temos ganho do concentrado fosfático por mineral extraído e, como consequência, conseguimos diminuir o desperdício, gerando menos resíduos. Assim, alcançamos melhor gestão do recurso natural e menor impacto ambiental, além de estender a vida útil da barragem de rejeitos”, ressalta.