CSN vai ampliar capacidade da planta

16/05/2022
Com a decisão, a CSN poderá produzir cinco milhões de toneladas a mais por ano no beneficiamento de minério.

Na mesma data (29 de abril) em que liberou a instalação da Tamisa na Serra do Curral, a Câmara da Atividade Minerária do Conselho de Política Ambiental (Copam) de Minas Gerais aprovou também um aumento de 50% da capacidade de produção da planta da mina Mina Casa de Pedra, da CSN Mineração, localizada em Congonhas, região Central de Minas Gerais. 

Com a decisão, a CSN poderá produzir cinco milhões de toneladas a mais por ano no beneficiamento de minério. Atualmente, a companhia produz 10 milhões de toneladas anuais. 

De acordo com o parecer emitido pela Superintendência de Projetos Prioritários (Suppri), a planta de beneficiamento vai ser “essencial para melhor aproveitamento do minério lavrado e diminuir a geração de rejeitos, eliminando a necessidade de novas áreas de estocagem. A mesma irá ampliar a capacidade de produção da Mina Casa de Pedra e liberará grande volume de minério rico em ferro que se encontra abaixo dos Itabiritos pobres, garantindo a contínua capacidade de produção da planta central existente”. 

A CSN afirma que a Área Diretamente Afetada (ADA) será menor com a ampliação “e sem necessidade de aumentar o consumo de água nova no processo de beneficiamento”, além de não ter “necessidade de novas supressões ou incremento de áreas não licenciadas e não acarretará aumento significativo dos impactos ambientais já diagnosticados na licença vigente”. Os rejeitos serão filtrados e empilhados, já que a companhia não utiliza mais barragens.

Tags