Programa de capacitação de fornecedores

18/04/2022
O projeto prevê etapas de mapeamento, seleção e oferta de capacitação a empresas locais.

A Atlantic Nickel inicia, neste mês de abril, o projeto ALCANÇAR, desenvolvido em parceria com o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), para promover qualificação empresarial a fornecedores instalados na mesma região que a Mina Santa Rita, em Itagibá, na Bahia. 

O projeto prevê etapas de mapeamento, seleção e oferta de capacitação a empresas locais, com objetivo de gerar impactos positivos para a cadeia produtiva e comunidades, fomentando a qualificação, o desenvolvimento e a competitividade dos negócios. A empresa reuniu no formato on-line representantes de entidades, associações comerciais, imprensa, autoridades e agentes políticos para apresentar as 50 empresas selecionadas, que integram a primeira edição do ALCANÇAR. Os cursos de capacitação começam este mês de abril, com duração até maio. “Quanto mais preparadas e capacitadas essas empresas estiverem, melhor poderão desenvolver os seus negócios, e maiores serão as chances de que venham a ser um potencial fornecedor de serviços e suprimentos à Mina Santa Rita”, explica Edgar Martins da Silva, Coordenador de Almoxarifado, Gestão e homologação de fornecedores da Atlantic Nickel.  

O foco do ALCANÇAR - Programa de Capacitação para Fornecedores é atuar majoritariamente com empresas sediadas nas cidades de Itagibá, Ipiaú, Barra do Rocha, Jequié, Ubatã e Ilhéus. Todas as etapas do projeto acontecem por meio da parceria da Atlantic Nickel com o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), que atuou nas fases de mapeamento - a fim de identificar potenciais fornecedores -, e seleção a partir de critérios como capacidade de fornecimento, estrutura e regularidades fiscal e financeira. 

O programa prevê conteúdo sobre atualizações em gestão financeira, gestão de pessoas, políticas de segurança e meio ambiente, além de questões relacionadas aos critérios para atendimento de um fornecedor à Mina Santa Rita. Ao final do curso, receberão certificação as empresas que cumprirem com os requisitos de assiduidade, execução de planos de ação e avaliação dos conteúdos aprendidos. “Nossa intenção principal é gerar impactos positivos para as comunidades, colaborando para que estas empresas possam desenvolver suas atividades com qualidade, autonomia e bons resultados, o que consequentemente fomenta o desenvolvimento socioeconômico da região em que estão inseridas”, finaliza o coordenador Edgar Martins da Silva.