Preços têm forte queda na LME em maio

09/06/2022
A queda foi puxada pelo estanho e níquel com queda de 16%, seguida pelo zinco com recuo de 14% e alumínio com 13%.

O mês de maio foi marcado por queda generalizada nos preços dos metais comercializados na LME (London Metal Exchange). A queda foi puxada pelo estanho, cujos preços recuaram 16,6%, ficando na média US$ 35,94 mil a tonelada. O níquel teve a segunda maior baixa, de 16,1%, com preço médio de US$ 27,95 mil/t, enquanto zinco registrou preço médio de US$ 3,75 mil/t, com queda de 14,0%, colocando-se em terceiro lugar no movimento de recuo. O alumínio, que vinha performando muito bem na LME no período recente, registrou uma queda de 13,0%, alcançando preço médio de US$ 2.826 a tonelada. O chumbo, com preço médio de US$ 2.145/tonelada, teve recuo de 10,5%. Já o cobre registrou preço médio de US$ 9.362/tonelada e baixa de 8,1%. O metal cujos preços caíram menos em maio foi o cobalto, que obteve preço médio de US$ 77.577/tonelada, com uma queda de 5,1%. 

Considerando-se os últimos três meses, o movimento também foi de queda os preços, com predominância do estanho (-16,4%), níquel (-15,8%), zinco (-13,3%), alumínio (-12,9%), chumbo (-10,1%) e cobalto (-5,0%).