Expansão de recursos em Tucano

08/09/2021

A Great Panther Mining Limited anunciou resultados da Fase 2 do programa de perfuração de expansão e substituição de recursos de 2021 e os resultados da exploração regional da mina de ouro de Tucano, de propriedade integral da Companhia, no Brasil. A mina Tucano compreende um trend de 7 km de depósitos de ouro que cobrem aproximadamente 2.000 km² do cinturão Greenstone de Vila Nova. “Um dos principais objetivos do nosso programa de exploração em Tucano este ano é estender a vida útil da mina a céu aberto, além de trazer a TAP C de volta à produção em 2022, pois a perfuração demonstrou continuidade da mineralização em profundidade abaixo do nível atual do poço”, comentou Rob Henderson, Presidente e CEO da Great Panther.

Segundo o executivo, outros objetivos para Tucano em 2021 incluem a ampliação das zonas de alto teor no subsolo e definição do potencial regional do pacote de terras em escala distrital. “Os resultados iniciais de nosso programa de exploração regional são muito promissores, pois confirmam o potencial em torno de Tucano e nossa capacidade de gerar novos alvos de qualidade por meio de exploração focada e sistemática. A perfuração de novos alvos está planejada para o quarto trimestre deste ano. Nosso foco imediato é fazer novas descobertas em um raio de 20 km da mina. No entanto, acreditamos que o cinturão Greenstone tem um lado positivo de exploração significativo, e nosso objetivo de longo prazo é fazer uma nova descoberta importante dentro de nosso extenso pacote de direitos minerários”. 

A Great Panther continua a se concentrar na definição de recursos ao longo da sequência da mina de 7 km de extensão. Em 2020, o foco foi na mina de Taperabá, onde a companhia atualizou com sucesso os recursos inferidos para o status Medido e Indicado e, como resultado, aumentou significativamente as reservas a céu aberto da mina. Este ano o foco tem sido a TAP C, situada entre os poços Taperabá e Urucum, que são o foco atual da produção de Tucano. A definição de novos recursos na TAP C dará a Tucano flexibilidade operacional adicional com novas frentes de produção de poços rasos próximos à planta. 

A Great Panther iniciou em 2021 um extenso programa regional de amostragem e mapeamento de solo em corredores de exploração de alta prioridade definidos no ano passado. O programa de exploração regional está vinculado à atual definição de recursos de perfuração ao longo da sequência da mina, concentrando-se na identificação e rastreamento rápido de alvos de ouro em um raio de 20 km da mina que podem ser explorados por mineração a céu aberto e processados pela planta de Tucano.