27/09/2018
SALOBO III

Vale pede LI para ampliar projeto

A Vale tenta obter a licença de instalação para iniciar as obras de expansão de Salobo III – segunda etapa de ampliação do projeto desenvolvido pela mineradora em Marabá (PA). Para a Vale, a expansão do beneficiamento irá incrementar a produção de cobre na mina do Salobo e viabilizar o beneficiamento do minério de baixo teor. A empresa planeja elevar a produção de 24 milhões de toneladas/ano para 36 milhões de toneladas de minério.
 
A Vale não divulgou o quanto investirá na etapa de obras de ampliação de Salobo. Na primeira fase do projeto a companhia desembolsou U$ 2,5 bilhões para construir toda a estrutura, incluindo estrada, ramal ferroviário, linhão de energia, entre outros. Na segunda fase, foi empregado U$ 1,7 bilhão. A nova etapa terá uma demanda adicional de energia elétrica da ordem de 58 MW, com utilização da estação existente e uma nova subestação principal. A mineradora vai instalar ainda um mega gerador a diesel de emergência de 300 kVA; captação de água recuperada na Barragem do Mirim (cerca de 3.600 m³/hora e reservatório dedicado de 22.000 m³.
 
A Vale projeta gerar mais 3.700 empregos diretos e, durante o período de operação, a partir de 2021, serão gerados 800 novos empregos diretos, os quais se somarão aos 3.500 empregados que já trabalham nas plantas do Salobo I e II.