28/09/2016
GEOLOGIA

CBPM conclui levantamento no Extremo Oeste da Bahia

A Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) concluiu análise de dados de levantamento aerogeofísico da área Extremo Oeste da Bahia, que abrange parcial ou totalmente territórios de 23 municípios dessa região. O estudo cobriu área de 49.293 km2, correspondente a 103.629 km lineares de voo.

A CBPM utilizou multisistema aerogeofísico configurado pelos métodos magnético e gamaespectrométrico ao longo de linhas de produção com direção E-W, espaçadas de 500 m e com linhas de controle, com direção N-S, espaçadas de 10 mil m.

Com esse programa, a Bahia passa a ser um dos estudos mais geologicamente estudados e o mais pesquisado em termos de aerolevantamentos geofísicos. Até o momento a CBPM realizou 37 projetos numa área total de 412 mil km², com 942 mil km lineares de voo, com um custo de R$ 41 milhões, os quais em conjunção com os trabalhos executados pela CPRM, ANP e Petrobras cobrem 100% da área do território baiano com aerogeofísica regional de alta resolução.

Segundo a CBPM, os resultados atingidos possibilitarão ampliar significativamente a participação do setor mineral na economia baiana, levando progresso para regiões onde outros segmentos da indústria, por certo, teriam grande dificuldade para implantação.

Paralelamente, além desta disponibilização, a CBPM está promovendo a redução dos preços de todos os produtos oriundos dos 37 levantamentos aerogeofísicos já realizados pela empresa no Estado da Bahia, buscando contribuir para facilitar a atração de novos investimentos na mineração.

Os interessados nas informações devem acessar o site da CBPM (www.cbpm.ba.gov.br), na página de geofísica da CBPM, onde se encontram todas as especificações referentes ao levantamento efetuado, além da tabela de preços e procedimentos necessários para aquisição do material de interesse.