worldsteel reconhece trabalhos em HSE

14/10/2021
As empresas agraciadas demonstraram a aplicação da ciência de segurança contemporânea na indústria do aço.

A worldsteel reconheceu a excelência em seis de suas empresas-membro por oferecer melhorias comprováveis como parte de seu compromisso com os mais altos padrões de segurança e saúde. Andrew Purvis, Diretor de Segurança, Meio Ambiente e Tecnologia, disse ser positivo ver a aplicação de controles de engenharia e soluções digitais, o que reflete a crescente maturidade da gestão de segurança no setor. 

As empresas agraciadas demonstraram a aplicação da ciência de segurança contemporânea na indústria do aço, incluindo exemplos de redução de riscos no transporte de produtos de aço e enfrentamento à COVID-19 usando controles digitais. Entre as empresas estão a BlueScope Steel Limited, Global, em Cultura de liderança e Segurança, que contou com parcerias de especialistas para evoluir em saúde, segurança e meio ambiente (HSE), construindo bases de gerenciamento de risco e buscando maneiras contemporâneas de continuar o aprendizado e a promover melhorias. Depois de testar uma abordagem centrada no ser humano em várias unidades de negócios, em 2021, a BlueScope adotou abordagem evoluída em negócios globais, o que significou aprendizado com as pessoas que fabricam e manipulam os produtos para entender o que está funcionando e o que pode ser melhorado; Foco na presença de capacidade em sistemas e processos, ao invés da ausência de incidentes; Capacitar as pessoas para serem solucionadores de problemas para ajudar a identificar as melhores formas de trabalhar e Reconhecer o erro humano e a importância de fortalecer os controles de SMS para ser mais tolerante ao erro e resilientes para se recuperar quando as coisas derem errado. 

A Qatar Steel Company (QPSC) implantou o programa de observação de segurança e feedback “Veja, Assuma e Compartilhe”, iniciado em 2018, para transformar a cultura de segurança no local de trabalho da empresa em uma cultura interdependente na qual as pessoas cuidam da segurança umas das outras e bem estar. Com o conceito de 'Cuidar das Pessoas' em seu núcleo, este programa integra princípios de interações de segurança comportamental e liderança visível e sentida pela gerência de linha para alcançar uma mudança radical na cultura de segurança e desempenho. A introdução do programa Behavior-Based Safety Interactions e Visible Felt Leadership deu um impulso real aos esforços de transformação cultural da organização, influenciando positivamente os comportamentos e atitudes dos funcionários.

Em gestão de segurança ocupacional, a Tata Steel Europe, Europe, USA - Zero Harm Logistics utiliza uma variedade de meios de locomoção para o transporte do aço, que se não for embalado corretamente, manuseado, transportado e armazenado com segurança pode colocar muitas pessoas em risco. Um recurso dedicado foi estabelecido para desenvolver soluções de engenharia e fornecer orientação para aplicação em toda a rede de logística. O foco inicial era a segurança do transporte rodoviário, mas o programa foi expandido significativamente para cobrir a bandagem de produtos de aço e armazenamento de produtos; e outras modalidades de transporte.

Talvez o mais tecnicamente exigente dos assuntos tratados tenha sido o da bandagem de bobinas para conter a energia de 'retorno' de uma bobina de aço. A energia armazenada em uma bobina de aço depende de vários fatores críticos. Modelos matemáticos foram desenvolvidos e testes realizados para produzir um código de prática detalhado especificando os requisitos de bandas para garantir a segurança do produto da fábrica ao cliente.

O projeto Safe Forklift, da Ternium, visa reduzir eventos com consequências potencialmente graves devido à operação da empilhadeira e padronizar as práticas de segurança para funcionários e empreiteiros. A Ternium montou um comitê multidisciplinar de operadores, supervisores, técnicos de segurança, gerentes e diretores e realizou workshops para identificar as causas comuns de incidentes de operação de empilhadeiras. Uma vez estabelecidas as causas, a Ternium implementou estratégias de soluções que giram em torno de três vetores: práticas operacionais, recursos humanos e tecnologia.

Em 2019, foram registrados 36 incidentes envolvendo empilhadeiras em comparação a 12 em 2020. As métricas mostram uma melhora considerável no número de ocorrências de empilhadeiras com graves consequências potenciais, reduzindo os incidentes por tonelada métrica despachada em 65%.

A Tata Steel Limited, Índia - Mitigando riscos COVID-19 desenvolveu duas intervenções inovadoras, o conceito POD e Digital COVID Safety Tracks, rapidamente implementadas por meio do COVID Impact Center, foram o ponto de inflexão na resposta da Tata Steel ao COVID-19. Essas intervenções estabeleceram diversas eliminações, substituições, controles de engenharia, administrativos e de PPE, reduzindo o risco a um nível aceitável (nível ALARP). O impacto positivo direto nas métricas de segurança e saúde da força de trabalho garantiu um impacto comercial mínimo e atrasado do COVID-19 em todos os locais da empresa, sem fechamento de unidades de manufatura ou perda de produção.

O conceito de POD também restringiu efetivamente a transmissão do vírus de um POD para outro. Ambas as iniciativas, implementadas pela primeira vez na Tata Steel, também foram inéditas para a indústria de manufatura.

Por último, a Gerdau Brasil desenvolveu o monitoramento online de gás  que cobre toda a infraestrutura de conectividade, além de rastrear centralmente medidores de gás portáteis, móveis e fixos 24 horas por dia, enviando um e-mail de alerta ou SMS para pessoas designadas de acordo com o tipo de exposição. Os valores são medidos em tempo real nas principais salas cirúrgicas e na Central de Atendimento a Emergências, com rotina de atendimento padronizada para cada tipo de situação.

O sistema produz relatórios / dashboards a partir dos dados armazenados, permitindo à Gerdau realizar ações preventivas tanto nos processos quanto no comportamento. Mais detalhes sobre cada uma das iniciativas podem ser encontrados no folheto do Programa 2021 de Reconhecimento de Segurança e Saúde da worldsteel https://www.worldsteel.org/en/dam/jcr:f8f859f1-6c9a-4e96-85fc-91185f30f329/Safety%2520and%2520health%2520excellence%25202021.pdf

Conselho elege nova diretoria executiva 

O Conselho de membros da World Steel Association (worldsteel) elegeu a Diretoria Executiva para o mandato 2021/2022. O presidente será Sajjan Jindal, da JSW Steel Limited, que terá como vice-presidentes Yu Yong, da HBIS Group Co., Ltd e Jeong-Woo Choi, da Posco. 

A tesouraria ficará a cargo de Mark Vassela, da BlueScope Steel Limited, enquanto Timoteo Di Maulo, da Aperam, irá conduzir Fórum Internacional do Aço Inoxidável (ISSF). O mandato no Conselho de Administração-Executivo tem duração de um ano. 

O Conselho de Administração também elegeu a Comissão Executiva 2021/2022, que terá Salah AL-Ansari - HADEED, Saudi Iron & Steel Company (uma afiliada da SABIC), David B. Burritt, da United States Steel Corporation, Chen Derong, da China Baowu Steel Group Corporation Limited, Jeong Woo Choi, da Posco, U¨gur Dalbeler, da Çolakoğlu Metalurji A.Ş, Ejji Hashimoto, da Nippon Steel Corporation, Sajjan Jindal, da JSW Steel Limited, André Bier Gerdau Johannpeter, da Gerdau, Yoshihisa Kitano, da JFE Steel Corporation, Lakshmi N. Mittal, da ArcelorMittal, Alexey A. Mordashov, da Severstal (PAO), Thachat Viswanath Narendran, da Tata Steel Limited, Paolo Rocca, do Grupo Techint, Leon J. Topalian, da Nucor Corporation, Yu Yong, do HBIS Group Co., Ltd, Hubert Zajicek, da voestalpine AG e Edwin basson, do worldsteel, como Secretário. 

O Conselho de Membros também deu as boas-vindas aos seguintes produtores de aço como membros regulares: Siam Yamato Steel Company Corporation (SYS), da Tailândia, representada por Damrongsak Jaturongpatana e SULB Company, do Bahrein, representada por Ravi Singhi. Também tornou-se membro-afiliado o Conselho Indiano de Habilidades do Setor de Ferro e Aço (IISSSC), representado por Sushim Banerjee.

Tags