Simulado sobre vazamento e intoxicação por cianeto

14/10/2021

A Kinross Paracatu realizou, no dia 14 de outubro, o Simulado Interno de Vazamento e Intoxicação por Cianeto. Realizada anualmente, a ação visa  avaliar possíveis situações de emergência relacionadas ao cianeto - material utilizado pelas mineradoras para o processamento de ouro. A iniciativa obedece a Instrução Normativa 12 do Corpo de Bombeiros Militar (CBM). 

Participaram do simulado cerca de 50 empregados que tiveram acesso ao aprendizado sobre os possíveis cenários críticos ou de emergência, que envolvam o manuseio do cianeto em seus processos. A atividade proporciona, também, um diagnóstico sobre os sistemas de segurança da empresa e promove melhorias, se necessário. Alexandre Matos, gerente Sênior de Meio Ambiente da Kinross, diz que o simulado faz parte da rotina de cuidados da mineradora e serve como mais uma prática de segurança da empresa para avaliar as condições das instalações internas e atestar o nível de preparação dos empregados sobre qualquer tipo de situação emergencial em relação ao cianeto. 

O treinamento não envolve público externo, mas autoridades como Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Defesa Civil de Paracatu e Exército Brasileiros foram comunicadas. Nenhum destes órgãos tem interação ou participação direta, mas atuam como observadores. Com ampla trajetória em responsabilidade socioambiental, a Kinross figura pelo nono ano consecutivo, na edição de 2021 do SAM Sustainability Yearbook (Anuário de sustentabilidade) como uma das empresas com melhor desempenho em sustentabilidade do setor. A classificação faz parte da Avaliação de Sustentabilidade Corporativa (CSA) da S&P Global. Mais de sete mil empresas foram avaliadas. Segundo especialistas, esta é uma declaração de excelência em sustentabilidade.

Tags