20/02/2019
NEXA

Receita cresce 1,7% em 2018

As receitas da Nexa Resources alcançaram US$ 2,491 bilhões em 2018, um crescimento de 1,7% sobre 2017. O bom resultado é explicado pela alta de preços de metal combinados com maiores vendas de metais. Em contrapartida, no último trimestre de 2018, a receita atingiu US$ 583 milhões, 17% inferior ao mesmo trimestre de 2017, graças aos menores preços de metais, parcialmente compensados por maiores volumes de vendas das fundições da empresa. O Ebitda Ajustado chegou a US$ 605 milhões no ano passado, queda de 9,4%¨na comparação com 2017, explicado pelos custos mais elevados e menores créditos de subprodutos, principalmente impulsionados pela menor LME. Entre outubro e dezembro de 2018, o Ebitda Ajustado ficou em US$ 131 milhões, 41,2% abaixo que os US$ 222 milhões do último trimestre de 2017. A margem Ebitda ajustada foi de 24,3% em 2018 contra 27,3% no ano anterior. No 4º trimestre, a margem atingiu 22,4% contra 31,6% do mesmo trimestre de 2017. 
 
A Nexa Resources registrou CAPEX de US$ 300 milhões em 2018, dos quis US$ 137 milhões nos três últimos meses. Segundo a empresa, foram US$ 40 milhões a mais em relação à projeção de US$ 260 milhões à medida que a Nexa avançou alguns investimentos no final do ano (~ US$ 8 milhões relacionados a Magistral e ~ US$ 7 milhões relacionados a Vazante). A companhia registrou também US$ 14 milhões de despesas operacionais relacionadas a Atacocha e El Porvenir. 
 
O lucro líquido atribuível aos acionistas da Nexa totalizou US$ 75 milhões em 2018, comparado a US$ 127 milhões em 2017, principalmente impactados negativamente pelo câmbio. 
 
Dividendos aos acionistas 
 
O Conselho de Administração da Nexa Resources aprovou a distribuição a seus acionistas de dividendo em dinheiro no valor de US $ 0,525494 por ação ordinária. O Dividendo representará um montante agregado de aproximadamente US$ 70 milhões, com base nas 133.208.125 ações em circulação em 31 de dezembro de 2018.
 
O Dividendo será pago em 28 de março de 2019, e os acionistas titulares de ações em 14 de março de 2019 terão direito a receber o Dividendo. Um imposto retido na fonte de Luxemburgo, de 15%, será aplicado ao valor do dividendo bruto, a menos que uma isenção ou redução na taxa se aplique ou um reembolso seja arquivado e aprovado pelas autoridades fiscais. As ações serão negociadas na Bolsa de Valores de Toronto (TSX) e na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) a partir de 13 de março de 2019.