23/11/2018
TECNOLOGIA

Projeto viabiliza pedreira sem poluição

Redução de 98% nas emissões de carbono, de 70% do custo de energia e de 40% nos custos de operador. Esta foi a conquista da Volvo Construction Equipment e seu cliente Skanska com o projeto Electric Site, que está funcionando em caráter de testes desde agosto de 2018 na pedreira Vikan Kross, localizada nas proximidades de Gotemburgo, na Suécia, que Brasil Mineral foi ver em funcionamento no dia 21 de novembro.  
 
O projeto objetivou promover a eletrificação de cada estágio de transporte na pedreira, incluindo escavação, britagem primária e transporte até a britagem secundária, envolvendo uma frota de 8 caminhões autônomos HX2, movidos a bateria, uma carregadeira protótipo elétrica híbrida e uma escavadeira EX1 de 70 toneladas, que incorpora um motor elétrico em adição ao motor diesel. 
 
Os caminhões autônomos transportam o material do britador primário móvel para uma estação de britagem secundária fixa. Eles usam bateria de lítio para alimentar dois motores elétricos que acionam o equipamento. Os HX2 são equipados com um sistema de visão que permite detectar humanos e obstáculos em sua vizinhança e são direcionados por um sistema GPS ajustável pré-programado. 
 
A carregadeira de rodas elétrica híbrida, que faz o carregamento dos caminhões, possibilita um aumento de mais de 50% na eficiência de combustível na pedreira, além de significativas reduções em emissões e poluição sonora em comparação ao modelo convencional. A série híbrida incorpora um sistema de acionamento composto por motores elétricos montados nas rodas, sistema hidráulico elétrico, sistema de estocagem de energia e um motor a diesel bem menor do que o convencional. Esta combinação é que permite o ganho substancial em eficiência de combustível. 
 
Já a escavadeira EX1, que alimenta a britagem primária, tem o protótipo baseado no modelo EC750 da Volvo, que foi incrementado para incorporar um motor elétrico em adição ao motor a diesel. Na pedreira, a máquina é ligada no grid de energia, com zero de emissões. Quando o cabo é ligado, a máquina funciona em modo elétrico. Se não, o funcionamento é a diesel. 
 
De acordo com a Volvo, o projeto Electric Site é um grande avanço rumo a sua visão de futuro, que é ter sites de operação dez vezes mais eficientes, com zero acidentes, nenhuma parada não programada e zero emissões. No geral, os resultados até agora alcançados com o projeto mostram um potencial de redução de 25% nos custos operacionais totais. As máquinas, embora ainda sejam protótipos, não estando disponíveis para comercialização, podem ter sua utilização viável em futuro próximo. Mas os resultados até agora conseguidos são bastante animadores, segundo Uwe Müeller, gerente que chefia o projeto na Volvo e por esta razão a empresa decidiu prolongar o período de testes até o final de 2018.“Os resultados confirmam que este projeto de pesquisa é um passo decisivo no sentido da transformação da indústria de mineração e agregados, criando site livres de emissões“.
 
Já o CEO da Skanska, Anders Danielsson, disse que as mudanças climáticas estão redesenhando a indústria de mineração e agregados, que precisa encontrar soluções novas e sustentáveis e construir parcerias com organizações que têm diferentes competências. Nossa ambição é que esta colaboração com a Volvo CE nos ajude, e aos nossos clientes, a reduzir nossa pegada de carbono“.

Veja também

13/12/2018
PESQUISA MINERAL | GEOSOL comemora 65 anos
13/12/2018
TECNOLOGIA | Vale paga US$ 500 mi pela New Steel
29/11/2018
REJEITOS DE MINERAÇÃO | Seminário discute reaproveitamento
13/11/2018
MINERAÇÃO SUSTENTÁVEL | Como transformar rejeitos em dinheiro?
08/11/2018
TECNOLOGIA | Epiroc adquire 34% na ASI Mining