27/09/2018
AÇO

Produção brasileira cai 3,7% em agosto

O Instituto Aço Brasil (IABr) divulgou que a produção brasileira de aço bruto atingiu 2,8 milhões de toneladas em agosto, de 2018, uma queda de 3,7% em relação ao mesmo mês do último ano. Já a produção de laminados somou 1,9 milhão de toneladas e caiu 4,2% no mês, quando comparado a agosto de 2017. A produção de semi-acabados para vendas totalizaram 881 mil toneladas e cresceu 1% em relação ao mesmo mês em 2017.
 
As vendas internas alcançaram 1,7 milhão de toneladas, um acréscimo de 9,2% na comparação com agosto do último ano. O consumo aparente de produtos siderúrgicos foi de 1,9 milhão de toneladas, 11,4% superior ao apurado no mesmo período de 2017.
 
As importações de agosto de 2018 alcançaram 246 mil toneladas e US$ 251 milhões, resultando em um crescimento de 28,8% em quantum e uma alta de 20,1% em valor na comparação com agosto de 2017. Quanto às exportações, devido ao inicio da utilização do Portal Único de Comércio Exterior no segundo semestre do ano ocorreu mudança metodológica quanto à data de referência dos dados de exportação, conforme nota publicada pelo MDIC/SECEX. Até a completa adaptação do sistema, as informações divulgadas pela instituição poderão sofrer alterações e revisões. Sendo assim, o Aço Brasil não publicou os dados de exportação do MDIC/SECEX. Tais dados são disponibilizados através do site: http://comexstat.mdic.gov.br/pt/geral.
 
No acumulado até agosto, a produção de aço bruto e de laminados chegou a 23,1 milhões de toneladas e 15,4 milhões de toneladas, respectivamente, com incrementos de 2,5% e 4,8% sobre o mesmo período de 2017. A produção de semi-acabados para vendas foi de 6,5 milhões de toneladas no acumulado de 2018, o que significa um aumento de 4,5% na mesma base de comparação. 
 
As vendas internas foram de 12,2 milhões de toneladas de janeiro a agosto de 2018, uma elevação de 10,2% quando comparada com igual período do ano anterior, enquanto o consumo aparente nacional de produtos siderúrgicos foi de 13,8 milhões de toneladas nos oito primeiros meses de 2018, 10% a mais que os primeiros oito meses de 2017.
As importações alcançaram 1,7 milhão de toneladas no acumulado de janeiro a agosto de 2018, o que se traduz em uma expansão de 7,1% frente ao mesmo período do ano anterior. Em valor, as importações atingiram US$ 1,8 bilhão, uma alta de 23,2% no mesmo período de comparação. Assim como no balanço mensal, as exportações do acumulado até agosto não foram contabilizadas. 
 
Produção mundial cresce
 
A produção mundial de aço bruto para os 64 países que reportaram à World Steel Association (worldsteel) foi de 151,7 milhões de toneladas em agosto de 2018, um aumento de 2,6% em relação a agosto de 2017. A produção de aço bruto da China para agosto de 2018 foi de 80,3 milhões de toneladas, um crescimento de 2,7% em relação a agosto de 2017. 
 
Índia e Japão produziram 8,8 milhões de toneladas de aço cada um em agosto, o que representa incrementos de 3,7% e 0,9%, respectivamente. Já a Coreia do Sul manteve sua produção inalterada no mês, com um volume de 6,1 milhões de toneladas em relação a agosto de 2017. 
 
Na União Europeia a Espanha produziu 1,2 milhão de toneladas de aço bruto, um aumento de 6,6% sobre agosto de 2017. Já Itália e França produziram 1,2 milhão de toneladas e 900 mil toneladas em agosto, uma expansão de 6% e 16,8%, respectivamente na comparação com agosto de 2017. A produção na Turquia cresceu 5,7% em agosto de 2018, para 3 milhões de toneladas. 
 
A produção de aço bruto na Ucrânia foi de 1,8 milhão em agosto, uma queda de 3,7% em agosto de 2017, enquanto os Estados Unidos produziu 7,5 milhões de toneladas, 5,1% a mais que em agosto de 2017.