Compromisso de investir R$ 4,3 bi em Minas

25/11/2021

A ArcelorMittal e o Governo de Minas Gerais assinaram protocolo de intenções para investimentos de R$ 4,3 bilhões nas usinas de Monlevade, e Itatiaiuçu, ambas no estado, até 2024. O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, e o presidente da ArcelorMittal Brasil e CEO ArcelorMittal Aços Longos LATAM e Mineração Brasil, Jefferson De Paula, estiveram presentes na solenidade.

Com os recursos previstos, a planta de Monlevade quase dobrará a capacidade produtiva, passando das atuais 1,2 milhão de toneladas/ano de aço bruto para 2,2 milhões de toneladas/ano em 2024. Já a Mina de Serra Azul terá sua produção praticamente triplicada, saltando de 1,6 milhão de toneladas/ano para 4,5 milhões de toneladas/ano de minério de ferro. "Fico muito satisfeito em assistir empresas como a ArcelorMittal acreditarem e investirem no nosso Estado. São mais de R$ 4,3 bilhões que serão investidos para aumentar a capacidade de produção de aço e também de mineração. O nosso governo tem trabalhado no sentido de atrair novos investimentos e gerar empregos, porque é o que o mineiro mais almeja", ressaltou o governador Romeu Zema.

Jefferson De Paula, presidente da ArcelorMittal Brasil e CEO ArcelorMittal Acos Longos LATAM e Mineração Brasil afirmou que os aportes reforçam o comprometimento da companhia com Minas Gerais e com o Brasil, além de demonstrar a confiança da ArcelorMittal com o crescimento da demanda de aço por parte do mercado. “Como consequência de todos esses investimentos, haverá nova oferta de vagas de empregos permanentes e um impacto positivo para sociedade", declara 

Os projetos de ampliação em Minas Gerais irão abrir 1.350 novas vagas de emprego, que serão preenchidas, preferencialmente, por moradores locais das comunidades que abrigam as unidades. Do total de posições, 650 novos trabalhadores serão contratados para a unidade de Monlevade e 330 para a Mina do Andrade, enquanto 370 novos profissionais irão atuar na Mina de Serra Azul. As obras de ampliação vão gerar ainda empregos temporários pelas construtoras e empresas terceirizadas contratadas. A previsão é que, no pico das obras, cinco mil pessoas trabalhem em Monlevade e 2,5 mil em Serra Azul, totalizando 7,5 mil trabalhadores.

Na oportunidade, o governador Romeu Zema também conheceu o novo workplace da produtora de aço – espaço símbolo do processo de modernização e mudança cultural pelo qual passa a ArcelorMittal, que contempla agora estações de trabalho compartilhadas e mais modernas. O projeto arquitetônico foi planejado para desenvolver atividades criativas e colaborativas, com locais especiais de reunião, treinamentos, desenvolvimento e convívio social, além da área específica para refeitórios.