SRN obtém licença para projeto no Piauí

27/08/2021

A mineradora SRN recebeu, no dia 25 de agosto, a licença prévia ambiental, concedida pela Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, para seu projeto de extração de ferro no Piauí, situado nos municípios de Dirceu Arcoverde, São Raimundo Nonato e São Lourenço do Piauí. 

Em sua fase inicial, o projeto prevê a extração de cerca 300 mil toneladas/ano de minério de ferro e gradativamente deverá alcançar a capacidade de 2 milhões t/ano. De acordo com O CEO da SRN, Marcelo da Silva Prado,o minério a ser produzido (considerado premium), deverá ter um teor superior a 64% Fe, com baixíssimos teores de contaminantes”. Inicialmente a previsão é que o minério seja comercializado no mercado interno, mas posteriormente exportado. Ele acrescenta que, o empreendimento vai gerar mais de 400 empregos diretos, podendo chegar a mais de 2 mil postos de trabalho, entre diretos e indiretos. A previsão é que o projeto seja executado num período entre 8 e 12 meses. O processamento do minério será totalmente a seco, com separação magnética. “A magnetita pura, que é o minério da região, será moída e separada pelo magnetismo, tecnologia considerada sustentável e inovadora, por não causar danos ao meio ambiente”. O sistema não utilizará água, que é escassa na região e não haverá barragens de rejeitos.

A SRN Mineração foi constituída entre 2008 e 2009, por um grupo de pessoas que possuíam direitos minerários na região de São Raimundo Nonato (PI), mas não detinham capital para desenvolver projetos. Segundo Prado, a empresa tem 5% de capital estrangeiro em sua composição e 95% de sócios locais.