Licença para linha de transmissão de energia

25/10/2021

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás (SEMAD) entregou a Licença de Instalação (LI) para a Amarillo Gold iniciar a construção da linha de transmissão que fornecerá energia elétrica para o projeto da mina de Posse. 

Esta é a aprovação final para a linha de 138 KV e 67 km que cruzará três municípios e conectará as instalações da empresa à subestação de energia do município de Porangatu. Uma LI de ampliação da subestação já havia sido recebida em fevereiro, e essas obras estão próximas de serem concluídas. 

A Amarillo Gold está investindo cerca de R$ 50 milhões para fornecer toda a energia necessária ao projeto. A infraestrutura inclui a linha de 138 KV, a subestação de Porangatu, um desvio da linha de energia de 69 KV que atravessa Mina Posse e uma linha temporária de 34,5 KV para fornecimento de energia durante a construção do projeto. As estruturas estão sendo construídas por meio de uma parceria entre a subsidiária da Amarillo no país (a Amarillo Mineração do Brasil) e a Enel, concessionária de energia do estado de Goiás, que concedeu a aprovação geral do projeto. O terreno já foi adquirido. 

"Nosso objetivo desde o início foi construir uma infraestrutura que atenda às necessidades do projeto de ouro Mina de Posse e deixe um legado valioso para a comunidade", disse Paulo Serpa, country manager da Amarillo. "Nossa parceria com a Enel e essas aprovações mostram que estamos fazendo um progresso constante para atingir essa meta", conclui. A Amarillo também recebeu a aprovação da SEMAD para desviar uma linha já existente no fornecimento de energia para o município que, de outra forma, passaria pela área planejada para o PIT da mina. Durante a construção do projeto da Amarillo, uma linha temporária atenderá às necessidades de energia da empresa. E as linhas elétricas aéreas existentes, de 34,5 e 13,8 KV, que atendem a pequenas cargas em terras próximas ao projeto Mina de Posse serão realocadas. O início das obras está previsto para novembro, com duração de 14 meses.