27/03/2019
JUSTIÇA

Vale deve paralisar mais atividades

As decisões liminares da Vara Única da Comarca de Santa Bárbara movidas pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais determinaram a paralisação de atividades das seguintes estruturas de contenção da Vale: Barragem Dique de Contenção Paracatu; Dique de Contenção Lavra Azul; Barragem Dicão Leste; Barragem do Mosquito; Dique de Contenção Cobras; Barragem Sul; Barragem Sabiá; B3; Dique da Estrada de São Gonçalo; Barragem Principal; Barragem Captação; Barragem Pocilga e Barragem Athayde.
 
A mineradora afirma que a decisão irá impactar as operações da mina de Brucutu, em função da Barragem Sul receber descargas eventuais de sua usina de concentração. Consequentemente, Brucutu não voltou à sua operação no prazo estimado – 21 de março – e tem impacto anualizado estimado na produção de aproximadamente 30 milhões de toneladas anuais de minério de ferro. 
 
A Vale informa que tomou conhecimento das decisões, mas ainda não foi notificada. As decisões se basearam, principalmente, em notificação recebida pelo MP-MG, contendo informações preliminares sobre as estruturas. A Vale diz que continuará a adotar todas as medidas necessárias para garantir a segurança de suas barragens e tomará as medidas legais cabíveis no âmbito das ações judiciais.