25/10/2018
AURA MINERALS

Suspensão de operação em Honduras

A Aura Minerals suspendeu as operações na mina de San Andres, em Honduras. A mina foi ocupada ilegalmente em julho deste ano e a situação ainda não foi solucionada, o que fez a companhia decidir pela paralisação das operações.

“Quando esses criminosos entraram ilegalmente pela primeira vez na mina, a companhia conseguiu minerar fora do plano da mina com resultados decentes, mas as taxas de recuperação nessas áreas diminuíram e a Aura agora é forçada a assumir a difícil posição e suspender as operações de mineração. Continuamos a trabalhar com autoridades locais e nacionais e estamos considerando todas as opções”, afirmou Rodrigo Barbosa, presidente e CEO da Aura Minerals.

A companhia trabalha com uma produção de ouro entre 55 mil e 65 mil onças em San Andres para 2018. Não há mudança na orientação para o projeto EPP. “Estamos extremamente frustrados com esta situação que está ocorrendo em todo o país, com vários projetos hidrelétricos e outros projetos de mineração sendo fechados”, comenta Barbosa. Segundo o CEO, as notícias sobre a “caravana“ hondurenha refletem as consequências dos desafios que o país e o atual governo estão enfrentando. “Nossa mina fornece empregos diretos para centenas de membros da comunidade e milhares de empregos indiretos que serão perdidos devido às ações ilegais de alguns criminosos. Esta não é uma questão comunitária e a Aura continua tentando promover uma solução pacífica”.

O sindicato e a comunidade estão trabalhando com a empresa para devolver a mina às operações normais. “Estamos otimistas de que uma resolução chegará esta semana e agradecemos o forte apoio do sindicato e da comunidade”, conclui o CEO, Rodrigo Barbosa.

 

Veja também

01/11/2018
EQUINOX GOLD | Concluída aquisição da Mesquite Gold
01/11/2018
GARIMPO | Aripuanã, a nova Serra Pelada?
18/10/2018
AURA MINERALS | Primeiro carregamento em Aranzazu
11/10/2018
METAIS PRECIOSOS | Cetem oferece curso de refino
13/09/2018
AURA MINERALS | Aranzazu evolui para operação comercial