26/04/2017
VALE

Remuneração a acionistas pode chegar a R$ 5,5 bi

Em Assembleia Geral de Acionistas realizada dia 20 de abril a Vale aprovou o pagamento de remuneração referente ao ano de 2016. Será realizada uma distribuição de R$ 4.666.750.435,04, correspondente a R$ 0,905571689 por ação ordinária ou preferencial em circulação, com base no número de ações em 19 de abril de 2017 (5.153.374.926), pagos sob a forma de juros sobre o capital próprio (JCP).
 
A record date para os detentores de ações de emissão da Vale negociadas na BM&F Bovespa foi no dia 20 de abril de 2017. A record date para os detentores de ADRs de emissão da Vale negociados na New York Stock Exchange - NYSE e na Euronext Paris foi dia 26 de abril de 2017. As remunerações começarão a ser pagas a partir de 28 de abril de 2017. Conforme a legislação brasileira, a distribuição de JCP está sujeita à dedução do imposto de renda na fonte, exceto para os beneficiários imunes e isentos que comprovarem atender às condições legais para a dispensa da retenção. Já os acionistas detentores de ADRs receberão o pagamento através do Citibank N.A., agente depositário das ADRs, em 5 de maio de 2017.
 
Incluindo a primeira tranche paga em 16 de dezembro de 2016, no montante de R$ 856.975.000,00, o valor bruto pago de remuneração aos acionistas é de R$ 5.523.725.435,04, baseado no resultado do ano fiscal de 2016. Os investidores detentores de ações da Vale que desejarem reaplicar automaticamente a remuneração ao acionista em ações da Vale poderão aderir ao programa Vale Investir, entrando em contato com os bancos credenciados para a realização dessa operação (Banco Bradesco e Banco do Brasil).