18/10/2018
SAMARCO

Reinício das operações em 2020?

O presidente da Vale, Fábio Schvartsman, afirmou, durante evento no Rio de Janeiro, que a Samarco deverá reiniciar suas operações em 2020. Segundo o executivo, a empresa consumiu R$ 5,3 bilhões em indenização e que este valor não representa nem metade do que deve ser gasto para compensar as pessoas prejudicadas pelo acidente. “Ainda falta obter a licença de operação, mas todos os indícios são de que não haverá problemas para a retomada das atividades em 2020”. A Samarco deve reiniciar sua operação com 1/3 de sua capacidade e aumentar paulatinamente.
 
No momento a Vale negocia também com sua sócia na Samarco, a BHP Billiton, a futura composição da mineradora ao retomar as operações, que foram suspensas no final de 2015. Em 5 de novembro daquele ano ocorreu o rompimento da barragem de rejeitos de minério de ferro na cidade de Mariana (MG). O acidente provou 19 mortes e é considerado a maior tragédia ambiental brasileira, pois causou a destruição do rio Doce e das regiões que o margeiam entre Minas Gerais e o Espírito Santo.