29/12/2016
ANGLO AMERICAN

Redução de custos com perfuração no Minas-Rio

O projeto “Redução de Custos com Ferramentas de Perfuração” foi um dos destaques do Programa de Excelência em Melhoria Contínua desenvolvido pelo Anglo American no complexo Minas-Rio, tendo vencido nas categorias Metodologia Lean Six Sigma e Geração de Valor. De acordo com a empresa, a equipe responsável elaborou o mapeamento de todo o processo que envolve as ferramentas de perfuração, desde a entrada no armazém até o seu descarte final.

Durante o desenvolvimento do projeto foram promovidos treinamentos, análises de campo e a primarização da manutenção das ferramentas de perfuração, com o objetivo de recuperar as ferramentas, reduzir o saldo dos instrumentos em uso, contribuir com o aumento da vida útil e consequentemente a diminuição da quantidade de itens adquiridos. “O resultado foi melhor que o previsto: o custo médio de perfuração por metro passou de R$ 19,36 para  R$ 8,50, considerando o período de maio a outubro de 2016, representando uma economia de cerca de R$ 3,6 milhões apenas neste ano”, informou a Anglo American.   

Segundo o líder do projeto, o técnico em perfuração e desmonte Thales Fernandes, a premiação foi um momento de grande reconhecimento. “Perfuração de rocha é uma área muito complexa, que tem muitas variáveis. Acredito que nosso diferencial foi estudar cada uma delas e conhecer todo o processo, buscando levantar o que poderia impactar no custo em cada etapa. No início, previmos um ganho de R$ 196 mil e, felizmente, conseguimos muito mais”, afirma.

Já o diretor Técnico e de Projetos da Anglo American Brasil, Renier Swart, explica que, como muitos projetos foram desenvolvidos no ano passado e já trouxeram uma melhoria significativa para a operação do Minas-Rio, o trabalho teve prosseguimento com um novo perfil. “Focamos em um portfólio mais enxuto de iniciativas, em busca de soluções que contribuíssem para a estabilidade operacional do nosso negócio, seja reduzindo perdas e custos ou aumentando nossa eficiência em diversas frentes. Novamente ficamos satisfeitos com os projetos desenvolvidos, que, juntos, geraram uma economia de cerca de R$80 milhões”.

O Programa de Excelência em Melhoria Contínua foi criado em 2015, com a proposta de estimular a criação de soluções internas que otimizem a produção, reduzindo custos e perdas e aumentando a segurança na operação. O resultado superou as expectativas, com mais de 70 iniciativas e uma economia de R$ 200 milhões em 2015.

Veja também