16/07/2018
VALE

Recordes de produção no trimestre

A Vale informa que alcançou um novo recorde para um segundo trimestre, a produzir 96,8 Mt de minério de ferro, apesar dos problemas causados pela greve nacional de caminhoneiros, que prejudicou sistemas produtivos e logísticos em todo o Brasil. A empresa informa que superou as adversidades usando a flexibilidade de sua cadeia de valor, “com transferência de materiais entre suas unidades produtivas, uso alternativo de suas ferrovias para transportar insumos, ajuste de métodos de mineração e plano de lavra, bem como mudança nos parâmetros do processo de suas usinas”. O Sistema Norte produziu 46,2 milhões de toneladas, o que significa um aumento de 11,4% em relação ao segundo trimestre do ano passado.

Também foi registrado recorde o volume de vendas de minério de ferro e pelotas para um segundo trimestre, totalizando 86,5 milhões de toneladas no segundo trimestre de 2018, 4,8 milhões t acima do volume alcançado em igual período de 2017.

Já a produção de pelotas no segundo trimestre deste ano somou 12,8 milhões t, ou 600 mil t acima do volume obtido o segundo trimestre de 2017, principalmente devido à retomada das plantas de pelotização de Tubarão I e II. A previsão é que no terceiro trimestre a produção de pelotas aumente, com a retomada da produção na planta de São Luís (MA). A expectativa é que a Vale alcance uma produção de 55 milhões t no ano.

No período, a produção de níquel aumentou para 66.200 t, a de cobre somou 97.900 t, a de cobalto foi de 415 t, enquanto o volume de ouro contido nos concentrados de cobre e níquel totalizou 114 il onças e o volume de carvão produzido alcançou 2,9 milhões t.