04/05/2016
PARANAPANEMA

Receita líquida cresce 9% no trimestre

A Paranapanema registrou geração de caixa de R$ 377 milhões no 1º trimestre de 2016. A receita líquida da Companhia atingiu R$ 1,3 bilhão, 9% superior na comparação com o mesmo trimestre de 2015, enquanto a produção alcançou 69,2 mil toneladas de produtos. Com o enfraquecimento do mercado interno, a Paranapanema manteve seu foco comercial nas exportações, principalmente para China e América Latina, e atingiu 72% de vendas para o mercado externo, ante 58% registrado em todo o ano de 2015.

O endividamento total da Paranapanema caiu 13%, para R$ 1,9 bilhão. O índice Dívida Liquida/Ebitda Ajustado atingiu 2,09x, o melhor patamar dos últimos quatro trimestres, com queda de 30% no Endividamento Líquido. O Ebitda Ajustado da Companhia somou R$ 91,2 milhões, com margem de 6,9%. O lucro líquido da Paranapanema atingiu R$ 2,7 milhões no trimestre, frente aos R$ 74,2 milhões do mesmo período de 2015, afetado pelo resultado financeiro.

A empresa manteve os investimentos para manutenção de ativos no nível programado; reduziu o uso de capital de giro em R$ 111,5 milhões, ou 366% em comparação ao quarto trimestre de 2015; e, mesmo considerando a inflação do período, reduziu em 30% (R$ 13,7 milhões) as despesas recorrentes. A Paranapanema também deu sequência à venda a ser concretizada em médio-longo prazo do terreno da antiga unidade Capuava, em Santo André (SP), com valor potencial de R$ 150 milhões.“A combinação de inteligência de mercado e rígida gestão de recursos nos permitiu entregar resultados acima da média da indústria metalúrgica brasileira, mesmo diante de um cenário econômico adverso, com retração na disponibilidade de crédito e enfraquecimento do PIB industrial. Isso é prova do sucesso do nosso plano de negócios, o Paranapanema 2018, que tem permitido à Companhia apresentar resultados estáveis e previsíveis, trimestre a trimestre, há quase dois anos”, afirma o Presidente da Paranapanema, Christophe Malik Akli.