29/11/2018
AÇO

Produção cresce 3,5% em outubro

O Instituto Aço Brasil (IABr) divulgou que a produção brasileira de aço bruto somou 3,2 milhões de toneladas em outubro, um acréscimo de 3,5% sobre o mesmo mês de 2017, enquanto a produção de laminados alcançou 2,1 milhões de toneladas no mês, um recuo de 1,7% na mesma comparação com outubro do último ano. A produção de semiacabados para vendas totalizou 899 mil toneladas e diminuiu 4,1% em relação ao mesmo mês do ano anterior.
 
As vendas internas cresceram 8,4% e alcançaram 1,6 milhão de toneladas. O consumo aparente de produtos siderúrgicos foi de 1,7 milhão de toneladas, 3,7% superior ao apurado no mesmo mês de 2017. As importações somaram 125 mil toneladas, em volume, e US$ 178 milhões, em receita, resultando em uma retração de 32,8% em quantum e uma queda de 4,3% em valor na comparação com outubro de 2017. 
 
Em relação às exportações, devido ao inicio da utilização do Portal Único de Comércio Exterior no segundo semestre do ano ocorreu mudança metodológica quanto à data de referência dos dados de exportação. Até a completa adaptação do sistema, as informações divulgadas pela instituição poderão sofrer alterações e revisões. Sendo assim, o Aço Brasil optou por não publicar, temporariamente, os indicadores de exportação da SECEX/MDIC. 
 
No acumulado até outubro, a produção de aço bruto alcançou 29,2 milhões de toneladas, o que representa uma expansão de 2,6% frente ao mesmo período do ano anterior. A produção de laminados foi de 19,5 milhões de toneladas, aumento de 4,7% em relação a 2017, enquanto a produção de semiacabados para vendas foi de 8,1 milhões de toneladas no acumulado de 2018, o que significa um aumento de 1% na mesma base de comparação. 
 
As vendas internas foram de 15,4 milhões de toneladas de janeiro a outubro de 2018, uma elevação de 9,5% quando comparada com igual período do ano anterior. Já o consumo aparente nacional de produtos siderúrgicos foi de 17,3 milhões de toneladas no mesmo período, o que representa uma alta de 8,2% frente ao acumulado de janeiro a outubro de 2017. As importações alcançaram 2,1 milhões de toneladas no acumulado de janeiro a outubro de 2018, o que se traduz em uma expansão de 2,9% frente ao mesmo período do ano anterior. Em valor, as importações atingiram US$ 2,2 bilhões, uma alta de 18,7% no mesmo período de comparação. Assim como no balanço mensal, as exportações do acumulado até agosto não foram contabilizadas.