19/09/2017
CONGRESSO DO IBRAM

Mineração precisa aprender a se comunicar

A mineração precisa aprender a se comunicar com a sociedade, que ainda vê a atividade com dúvida e desconfiança. E a licença social para operar exigirá que o setor tenha maior vocação para o diálogo. Esta foi uma das principais conclusões de dirigentes reunidos em um talk-show coordenado pelo jornalista Willian Waack no primeiro dia do Congresso Brasileiro de Mineração e que reuniu o Diretor Executivo da Vale, Clóvis Torres, a Diretora do BNDES, Eliane Andrade, o presidente da Alcoa Brasil, Otávio Carvalheira, o Presidente da Votorantim Metais Holding, Tito Martins, e o Secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do MME, Vicente Lobo.

Os dirigentes consideraram que, além da questão social, o setor mineral precisa se preocupar com a sustentabilidade, principalmente ambiental, e com a inovação.

Os empresários participantes do talk-show também criticaram o aumento da CFEM, que tornou “imprevisível” o planejamento das empresas, o que é complicado, porque um dos principais desafios da indústria de mineração, que trabalha com commodities, é o controle de custos.