15/02/2018
VANÁDIO

Medida chinesa pode melhorar os preços

A Largo Resources comunicou que apóia o novo padrão de vergalhão adotado pela China e anunciado no dia 9 de fevereiro de 2018. “O anúncio também inclui uma ação especial para baixar o uso de todos os aços sem padronização na China”. O novo padrão, segundo a Largo, será implementado em novembro de 2018. O motivo do apoio da empresa à medida adotada pelos chineses é que a mesma deverá contribuir para o aumento no consumo de vanádio.

Mark Smith, CEO da Largo, afirmou que “a revisão do padrão vai assegurar a qualidade do vergalhão produzido na China, permitirá a construção de casas resistentes a terremotos e melhorará a capacidade industrial de várias maneiras em termos de consumo de energia e matéria-prima e redução da poluição. O aço reforçado com ligas de vanádio é o material disponível mais eficiente para o desenvolvimento da infraestrutura necessária para criar oportunidades econômicas para aproximadamente dois terços da população mundial que vive nas economias em desenvolvimento”.

Hoje a China produz aproximadamente 200 milhões de toneladas métricas de vergalhões por ano. O teor típico de vanádio em vergalhões de grau 3 é de 0,3 kg de vanádio por tonelada métrica de aço. Embora seja difícil quantificar o impacto do novo padrão em curto prazo, a meta para a indústria chinesa de aço é produzir 70% de seus vergalhões de acordo com o padrão grau 3. A Largo Resources acredita que isto trará impactos positivos para os preços do vanádio, que aumentaram mais de 130% no ano passado.

 

Veja também