Mina de Brumado

23/09/2015
REFRATÁRIOS

Magnesita investe R$ 55 milhões na Bahia

Desde 2012 a Magnesita vem aumentando seus investimentos na Bahia, de acordo com o Diretor global jurídico e de Relações Institucionais, Luiz Gustavo Rossato. “Para se ter uma ideia, em 2014 investimos por volta de R$ 40 milhões apenas em Brumado e, para este ano, nossa expectativa de investimento é superior a R$ 55 milhões na região. Ou seja, em um momento em que muitos estão em contração dos negócios e investimentos, a Magnesita vai aumentar em mais de 40% seu investimento na Bahia, comparando 2015 com 2014”

Essa onda de investimentos recentes da Magnesita na Bahia começou em 2012, com a construção de um novo forno (HW4), com aportes de R$ 160 milhões. Nos anos seguintes, foi investido muito em produtividade, proteção ao meio ambiente e em segurança do trabalho. “O estado baiano tem um papel fundamental no desenvolvimento e sustentabilidade do negócio da Magnesita, não apenas no Brasil mas no mundo todo. É o verdadeiro “pulmão” do nosso grupo, nos permitindo ser verticalizados no que se refere a matérias-primas, o que é uma vantagem estratégica em um mercado globalizado e altamente competitivo como é o de refratários”, diz Rossato.

A Magnesita tem três minas em operação, sendo duas de magnesita (Pedra Preta e Pomba) e uma de talco (Cabeceiras), além de uma mina de cromita em Santa Luz. A infraestrutura de beneficiamento de magnesita e talco fica em Brumado, e a de cromita em Santa Luz, ambas junto das minas. A Magnesita emprega 1.700 pessoas diretas. “Exportamos por volta de 150 mil toneladas de minérios processados por ano, sobretudo para Europa e Estados Unidos”, afirma Rossato. A capacidade de produção anual da Companhia é de 490 mil toneladas de minério.