03/05/2017
VALE

Lançado relatório de sustentabilidade 2016

A Vale lançou no último dia 28 de abril seus Relatórios de Sustentabilidade 2016, que seguem as diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI), instituição que estabelece o padrão internacional de relatórios socioambientais corporativos. Este é o décimo relatório publicado pela Vale, e traz um resumo dos momentos marcantes neste período. "Com os relatórios, procuramos expor aos nossos stakeholders nossas conquistas e dificuldades, desafios e avanços, nas dimensões econômica, social e ambiental. Desta forma, prestamos contas à sociedade com o compromisso da transparência", explica Gleuza Jesué, gerente-executiva de Meio Ambiente da Vale.

No último ano a Vale investiu US$ 704,4 milhões em projetos socioambientais, dos quais US$ 142,1 milhões voltados à área social, em iniciativas voltadas para as comunidades com foco em atenção básica à saúde, educação, geração de trabalho e renda e proteção social. A empresa ainda aumentou em 125% o aporte em melhorias de processos e estratégias para eliminar ou reduzir a presença de agentes de risco ambiental. Todas as informações do relatório podem ser conferidas no site www.vale.com/rs2016.

Entre os destaques na área social, a Vale investiu US$ 2.7 milhões em iniciativas voltadas para a saúde de empregados (próprios e terceiros) em 14 países; A taxa de contratação local foi de 70%. Foram dedicadas 3,3 milhões horas, no Brasil, à qualificação de empregados, um aumento de 4% em relação a 2015, enquanto a taxa de rotatividade foi de 7,2%, redução de 1,5% em relação a 2015. A Vale destinou US$ 16 milhões à Fundação Vale, que atua na busca de avanços socioeconômicos nos territórios onde a Vale está presente por meio de ações e programas estruturantes. Conheça o Relatório de Atividades da Fundação Vale 2016, na íntegra, disponível no site: www.fundacaovale.org.

Na área ambiental, o trabalho desenvolvido pela empresa identificou 1.824 espécies vegetais e 1.443 espécies animais nas áreas operacionais onde atua, sendo que cerca de 3,1% integram a Lista Vermelha da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN) e 1,4% constam de listas nacionais oficiais de espécies ameaçadas de extinção do Ministério do Meio Ambiente.

A Vale protege 8,2 mil km2 de áreas naturais e encaminhou 157,5 toneladas de resíduos para cooperativas de recicláveis em Minas Gerais. A ação integra o programa de destinação sustentável que valoriza o aproveitamento e procura reduzir o descarte em aterros, a partir da compostagem, reuso, rerrefino e reciclagem.

A vale destinou US$ 169 milhões a iniciativas para o aperfeiçoamento de processos e adoção de tecnologias e sistemas de controle de emissões atmosféricas, 28% a mais do que o investido em 2015. Foram captados 426 milhões de m3 de água, dos quais 32 milhões de m3 foram direcionados para uso de terceiros ou devolvidos ao meio ambiente para a reposição de nascentes. Extraindo-se esse volume, a empresa captou para uso em seus processos 394 milhões de m3. O porcentual e a quantidade de água recirculada e reutilizada alcançaram, respectivamente, 80% e 1,6 bilhões de m3, quantidade equivalente a 640 mil piscinas olímpicas.

Em relação às emissões de gases, a Vale emitiu 13,3 milhões de toneladas de CO2 equivalente (tCO2e) de emissões diretas de GEE e 1,5 milhão de tCO2e de emissões indiretas. As emissões diretas foram reduzidas em 7%, enquanto as emissões indiretas caíram cerca de 23% na comparação com o exercício anterior.

Veja também

05/10/2017
MERCADO | Vale conclui resgate de bonds
05/10/2017
ESTÁGIO | Vale oferece 458 vagas para 2018
31/08/2017
SUSTENTABILIDADE | Alcoa promove Conexão Sustentável
31/08/2017
VOLUNTARIADO | Empregados da CBA pintam escola
16/08/2017
AMBIENTE DE TRABALHO | MRN reconhecida como uma das melhores
09/08/2017
MINÉRIO DE FERRO | Vale nega negociação sobre casa de Pedra