11/11/2015
POTÁSSIO

Kalium conclui projeto básico para glauconita

A Kalium Mineração está concluindo o projeto básico do Projeto Glauconita, para produção de sulfato de potássio e outros produtos a partir de uma reserva de glauconita que a empresa possui no município de Dores do Indaiá (MG), onde há reservas medidas de 144,4 milhões de toneladas com 10,56% de K2O. 

De acordo com Ricardo Dequech, diretor da empresa, já foi aprovado o Plano de Aproveitamento Econômico e publicada a Portaria de Lavra, pelo DNPM, o que possibilita o início dos trabalhos de mineração. O projeto civil da planta química já está completo e os terrenos para as instalações de lavra e processamento químico também já foram adquiridos.

A primeira fase do empreendimento compreende a instalação de uma planta semi-industrial com capacidade de alimentação de 60 mil toneladas/ano de glauconita e que deve produzir, anualmente, 7.580 toneladas de sulfato de potássio, 9.900 t de sulfato de magnésio, 7.000 t de alumina, 3.820 t de óxido de ferro e 30 mil t de feldspato.