09/10/2015
BAUXITA

Hydro pode adquirir 40% da MRN

A Hydro assinou protocolo de intenções com a Vale para possível aquisição de 40% de participação na Mineração Rio do Norte (MRN), empresa produtora de bauxita. A aquisição fortaleceria os negócios mundiais da Hydro na indústria de bauxita e alumina.

A operação dependerá dos termos ajustados entre as duas partes para a aquisição dos 40% da Vale na MRN, de auditoria prévia e da aprovação da diretoria das duas empresas, além da aprovação das autoridades de concorrência competentes. A Hydro e a Vale precisa do apoio dos demais acionistas para que a operação seja realizada. Os atuais acionistas da MRN são Vale (40%), Alcoa (18,2%), South 32 (14,8%), Rio Tinto (12%), CBA (10%) e Hydro (5%).

Localizada no oeste do estado do Pará, a MRN está em uma região que já conta com outras operações da Hydro, sendo a maior mina de bauxita do Brasil e um dos maiores produtores de bauxita do mundo. Em operação desde 1979, a MRN emprega atualmente 1.400 pessoas e tem um número significativo de contratados. A MRN produz 18 milhões de toneladas anuais de bauxita, além de ter licenças de mineração que cobrem uma área total de 143 mil hectares. As operações incluem infraestrutura e equipamentos de mineração, o povoado de Porto Trombetas, ferrovia, entreposto, planta de beneficiamento, sistema de gestão de resíduos, secadores, porto e instalações de geração de energia.

Em 2011, a Hydro adquiriu alguns negócios de alumínio da vale, como 57% das ações da refinaria de alumina Alunorte, a mina de bauxita de Paragominas, 51% das ações da fábrica Albras e 61% das ações do projeto de refino de alumina CAP, todos situados no Pará. O acordo de 2011 também inclui acordos comerciais para a compra da bauxita pertencente à Vale na empresa MRN.