02/05/2019
MINÉRIO DE FERRO

Gerdau pede licença para nova mina

A Gerdau entrou com pedido de licença ambiental junto ao Governo de Minas Gerais para operar nova lavra de minério de ferro com o objetivo de suprir a usina de aço da siderúrgica em Ouro Branco (MG). A Licença foi solicitada para ampliação da operação da Gerdau em Várzea do Lopes, em áreas de sua propriedade. Este projeto está localizado em Serra das Serrinhas, em Itabirito (MG), distante cerca de 50km da usina Ouro Branco. 
 
O objetivo é atender a futura demanda de minério de ferro da usina. O projeto de ampliação será com processamento a seco, sem a utilização de barragens de rejeitos. A Gerdau espera o aval para anunciar o valor do investimento e início das operações. Anualmente a Gerdau produz 7 milhões de toneladas de minério de ferro e a nova lavra deve alcançar uma produção de 30 milhões de toneladas durante 21 anos. 
 
O Semad afirma que o projeto de expansão de Várzea do Lopes já foi protocolado e listado como classificação classe 3. Segundo o órgão mineiro de meio Ambiente, até o momento nenhuma autorização foi emitida para intervenção na área. O processo de licenciamento está em análise e aguarda anuência do Ibama para supressão de Mata Atlântica. O projeto fica na Serra das Serrinhas, fora da área protegida da Serra da Moeda. Está marcada audiência pública junto à população para tirar dúvidas e explicar melhor o projeto. 
 
A Gerdau protocolou pedido para início dos estudos de viabilidade de três projetos de exploração de minério de ferro. O primeiro é a renovação da licença ambiental da mina já existente, que está em avaliação; o segundo é uma declaração de conformidade para o projeto de uma nova lavra de minério de ferro em Várzea do Lopes do lado leste, que já conta com EIA-RIMA adiantado. O último projeto visa autorização para explorar uma terceira lavra de minério do lado Sul de Várzea do Lopes, este próximo à Serra da Moeda, local de preservação ambiental em Minas Gerais.

Veja também