EFC e EFVM têm as melhores avaliações ambientais

07/07/2021

A Estrada de Ferro Carajás e a Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) receberam as melhores avaliações ambientais da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). As duas ferrovias são administradas pela Vale. A ANTT mede o Índice de Desempenho Ambiental (IDA), onde o ramal de Carajás obteve pontuação 0,83 em uma escala de 0 a 1, seguido pela EFVM, com 0,81. O órgão federal é responsável pela concessão, fiscalização e regulação das ferrovias brasileiras. 

Para o gerente-executivo de Meio Ambiente da Vale, Bruno Ferraz, o resultado reflete os esforços da empresa pela relação sustentável com os territórios onde atua. “Estamos atentos a cada etapa do processo, utilizando tecnologia e buscando soluções inovadoras para aprimorar nossos controles ambientais. Também desenvolvemos um trabalho de diálogo com as comunidades visando ampliar as ações de conservação ambiental”, diz. O IDA engloba quesitos como correta destinação de resíduos; reuso de água; controle de emissões; eficiência energética; relacionamento com moradores de cidades vizinhas às ferrovias; e iniciativas de conservação do meio ambiente. 

Entre as ações desenvolvidas pelas duas ferrovias estão separação de resíduos sólidos, reaproveitamento de água da chuva e sistemas de tratamento de efluentes, aplicação de polímeros supressores de poeira nas cargas, além de monitoramento automatizado da qualidade do ar. Em Carajás, a Vale realiza inúmeras ações socioambientais, dentre as quais a Caravana nos Trilhos. Em 2019, foram realizadas 41 edições, alcançando um público de mais de 18 mil pessoas, e em 2020, foram realizadas seis edições, que contou com a participação de 2.310 pessoas. Além disso, a mineradora desenvolve o Projeto Comunidade Sustentável, que visa incentivar e capacitar pessoas por meio da Educação Ambiental e geração de renda. 

Na EFVM, a mineradora realiza projetos de preservação, educação ambiental e sustentabilidade. Em 2020, a Vale capacitou profissionais e a formação de estudantes de 33 instituições de ensino, em municípios do Espírito Santo e de Minas Gerais, por meio de atividades online. Estudantes universitários e de nível técnico também participaram do Desafio Atitude Ambiental, em formato de hackthon, buscando soluções inovadoras para problemas ambientais em diferentes municípios do Espírito Santo e de Minas Gerais, baseados em duas temáticas: queimadas e descarte de resíduos. Em 2020, foi realizado o plantio de aproximadamente 6,2 mil mudas e foram feitas parcerias com unidades de preservação ambiental. 

A EFVM ainda recebeu a primeira locomotiva 100% elétrica, movida a bateria, da mineração brasileira, que está em operação no pátio de manobras na Unidade Tubarão. A locomotiva é parte do Programa PowerShift, que tem o objetivo de substituir a atual matriz energética da Vale por fontes limpas, dentro do compromisso da Vale em virar uma empresa carbono neutra, reduzindo e compensando as emissões de gases do efeito estufa até 2050.