17/04/2019
PARANAPANEMA

Buritipar torna-se principal acionista

O grupo Buritipar, através de sua controlada Buritirama Mineração, adquiriu a participação de 19,8% que a Previ (fundo de pensão do Banco do Brasil) detinha na Paranapanema S.A., único produtor de cobre primário do País, que atua na produção de cobre refinado, vergalhões, fios, trefilados, laminados, barras, tubos, conexões e suas ligas. A empresa possui unidades industriais em Dias D´ávila (BA), Serra (ES) e Utiga (SP). A unidade de produção de cobre primário, antiga Caraíba Metais, fica na Bahia.
 
O preço da transação, que envolveu a aquisição de pouco mais de 137 milhões de ações ordinárias, não foi revelado e a concretização do negócio está condicionada à aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). Com a aquisição, o grupo Buritipar passa a deter uma participação de 28,8% no controle acionário da Paranapanema, passando a ser o principal acionista. Os outros detentores de ações são a Caixa (17%), Bonsucex (9%), Cargill (7%), Glencore (6%), Petros (5%), Investidores Estrangeiros (5%), Investidores Locais (3%) e Pessoas Físicas (19%). 
 
Em 2018, a Paranapanema obteve uma receita de R$ 4,765 bilhões, com crescimento de 36% sobre 2017, Ebitda de R$ 82,7 milhões (139% a mais do que no ano anterior, quando registrou Ebitda negativo de R$ 214,7 milhões) e lucro liquido de R$ 32,7 milhões. Sua principal fonte de receito no ano passado foram os produtos de cobre (R$ 2,499 bilhões), seguido pelo cobre primário (R$ 1,531 bilhão) e coprodutos (R$ 736 milhões). 
 
A empresa fechou o ano com uma dívida líquida de R$ 1,850 bilhão, sendo a maior parcela (94%) de longo prazo e um patrimônio líquido de R$ 1,570 bilhão. A relação dívida líquida/patrimônio líquido ficou em 1,18.

Veja também